Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Breaking Bad

Breaking Bad: Veja como seriam os finais alternativos da série

Sucesso em audiência ao redor do mundo, Breaking Bad chegou ao fim em 2013, após cinco temporadas de sucesso; veja finais alternativos

por Thiago Lincolins

tlincolins_colab@caras.com.br

Publicado em 03/06/2024, às 15h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem promocional de 'Breaking Bad' - Divulgação/Netflix
Imagem promocional de 'Breaking Bad' - Divulgação/Netflix

Com episódios transmitidos a partir de 2008, a série Breaking Bad é capaz de fascinar diferentes idades. Com uma legião de fãs e prêmios relevantes, a série ainda intriga o público pelos personagens complexos e enredo envolvente.

Com episódios disponíveis na Netflix, o público analisa a turbulenta saga do professor de química Walter White (Bryan Cranston). Toda a sua vida muda quando ele é diagnosticado com câncer em estado já avançado. Preocupado com o futuro de sua família, White começa a produzir metanfetamina.

Alerta spoiler!

Breaking Bad chegou ao fim em 2013 com um verdadeiro "banho de sangue". No episódio "Felina", Walter conseguiu salvar a vida de seu parceiro, Jesse Pinkman, que estava em apuros com bandidos, contudo, acaba morto após o tiroteio que matou os rivais. 

Com isso em mente, muitos podem se perguntar como seria um final alternativo para a série. Walter sobreviveria? Jesse cairia em desgraça?

Cena da série "Breaking Bad" /Crédito: Divulgação

Vince Gilligan, criador da produção, explicou a Entertainment Weekly, em 2013, como foram imaginados diferentes finais alternativos para Breaking Bad. 

Em um dos finais, por exemplo, Walt seria o único sobrevivente. Diante dos escombros, ele vê a família destruída. Outra ideia mostraria Jesse matando o protagonista. 

"Debatemos algumas ideias diferentes para o fim. Em uma delas, Walt era o único sobrevivente, em pé diante dos escombros e sua família destruída. Seria um final poderoso, mas muito pesado. Outra versão tinha Jesse matando Walt. Em outra, Walt escapava ileso. Não havia jeito certo ou errado de terminar, era tudo uma questão de ter os melhores roteiristas ao seu redor [...] ao final, optamos pela saída em que Walt buscava alguma reconciliação com sua vida e toda a tristeza que miséria que ele causou para sua família e amigos", explicou o criador.

Pobre Jesse

Durante a entrevista, ele também refletiu sobre o destino diferente imaginado para Pinkman. 

"Optamos por livrar Jesse e não fazê-lo matar Walt porque a sede de sangue estava saciada com a morte de Todd. Esse pobre coitado, o Jesse, teve que matar tantas vezes - e isso não é algo natural para ele. É algo que roubou um pedaço grande de sua alma. E nós pensamos 'Quer saber? Deixe isso acabar em Todd. Que ele seja a última pessoa que esse garoto vai matar na vida e que ele possa ter uma vida decente'", explicou Vince. "Nós sempre sentimos que o público queria ver Jesse livre. E cabe a cada um decidir o que vai acontecer com ele. Eu sou um romântico e acho que ele vai para o Alasca, viver uma vida pacífica em comunhão com a natureza".