Curiosidades » Política

Caso Marielle Franco: obra investiga as motivações políticas por trás do assassinato da vereadora

"Mataram Marielle: Como o Assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes Escancarou o Submundo do Crime Carioca", de Chico Otavio e Vera Araújo analisa a morte da representante política

Victória Gearini Publicado em 28/02/2021, às 14h38

Fotografia de Marielle Franco
Fotografia de Marielle Franco - Wikimedia Commons

Na fatídica noite do dia 14 de março de 2018, a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram brutalmente assassinados na zona central do Rio de Janeiro. Após quase quatros anos do crime, o caso continua repleto de lacunas e, a pergunta “Quem mandou matar Marielle?” continua sem respostas. 

Eleita como a quinta vereadora mais votada do estado do Rio de Janeiro, Marielle possuía uma longa lista de projeto sociais e ações políticas, que são apresentadas na obra "Mataram Marielle: Como o Assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes Escancarou o Submundo do Crime Carioca", dos jornalistas investigativos Chico Otavio e Vera Araújo.

[Colocar ALT]
Mataram Marielle, de Chico Otavio e Vera Araújo (2020) / Crédito: Divulgação / Intrínseca

Lançado em 2020 pela Editora Intrínseca, o livro investiga as motivações políticas por trás do assassinato da representante política e do motorista. Além disso, analisa o submundo do crime na capital fluminense. 

Mulher, preta, lésbica e nascida na favela, Marielle era dona de um carisma envolvente, na mesma medida que era assertiva em seus posicionamentos políticos. Seu corpo carregava inúmeras bandeiras sociais e lutas em defesa de grupos historicamente oprimidos. 

De acordo com a obra de Chico Otavio e Vera Araújo, o assassinato da vereadora foi um notório ataque à democracia e aos movimentos sociais. Para os autores, o caso evidenciou, ainda, o alto índice da criminalidade na cidade carioca.

As investigações e os inquéritos policiais tomaram conta dos veículos jornalísticos e redes sociais. Frases como “Quem mandou matar Marielle?” e “Marielle presente!” foram — e ainda são — amplamente compartilhadas, tanto no território nacional quanto internacional.

Neste livro-reportagem, os jornalistas revelam, ainda, como o assassinato da vereadora foi crucial para escancarar a atuação criminosa de traficantes, milicianos, torturadores da ditadura, ex-policiais treinados como assassinos de aluguel e bicheiros.

Disponível na Amazon em formato Kindle e capa comum, em suma, este livro revela os turbulentos bastidores das investigações do brutal crime político que escandalizou o Brasil.


+Saiba mais sobre esta e outras obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon:

Mataram Marielle, de Chico Otavio e Vera Araújo (2020) - https://amzn.to/3uBYK9O

Cult #236 – Especial Marielle Franco, de Vários Autores (2020) - https://amzn.to/3b1ahI1

Um girassol nos teus cabelos: poemas para Marielle Franco, de Vários Autores (2018) - https://amzn.to/3sC2hTB

Feminismo pra quem?, de Daniela Moraes Brum (2020) - https://amzn.to/3bJBeyX

A república das milícias, de Bruno Paes Manso (2020) - https://amzn.to/3e57I9Z

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W