Curiosidades » Bizarro

Chaves, drogas e dívidas: Os mistérios da fórmula secreta da Coca-Cola

Mantida em segredo há mais de 130 anos, a receita do grande refrigerante instiga concorrentes e entusiastas até hoje

Pamela Malva Publicado em 25/09/2020, às 08h00

Imagem meramente ilustrativa de garrafas em caixote
Imagem meramente ilustrativa de garrafas em caixote - Divulgação/Pixabay

Poucas receitas são tão misteriosas quanto a do xarope usado na produção da Coca-cola. Escondida há mais de 130 anos, uma suposta fórmula chegou a ser descoberta, mas, de alguma forma, a receita original permanece em segredo.

Muito mais do que uma tradição, no entanto, ficou claro que, através dos anos, a misteriosa receita da Coca-cola tornou-se uma jogada de marketing. E foi uma publicidade que deu certo, já que todos gostariam de saber os curiosos ingredientes.

Tamanho é o suspense por trás da bebida que a dita fórmula original está guardada em um cofre no museu Mundo da Coca-Cola, em Atlanta. Assim, mesmo com a química moderna, parece que a receita será mantida em segredo por décadas a fio.

Imagem meramente ilustrativa de livro de receitas / Crédito: Divulgação/Pixabay

 

Cabeça de um gênio

Tudo começou com John Pemberton, o homem que escreveu a primeira fórmula já existente para o xarope do refrigerante. Reza a lenda que o inventor da marca contou cada detalhe de sua criação para apenas quatro pessoas anônimas.

Como tais fontes nunca foram encontradas, o segredo teria morrido junto de John, em meados de 1888. Alguns anos mais tarde, em 1891, entretanto, Asa Candler comprou todos os direitos da receita suprema e ainda fundou a The Coca-Cola Company.

Renovadas as esperanças dos amantes da bebida, Asa fez questão de alterar um dos ingredientes. Dessa forma, mesmo que alguém descobrisse a fórmula de Pemberton, tal curioso não mais teria em mãos a verdadeira receita da imponente Coca-cola.

Em 1919, quando Asa entregou a empresa para Ernest Woodruff a fim de quitar uma dívida, o novo investidor colocou a famosa receita no cofre de um banco. Resolvidas as pendências, a fórmula foi transferida para o cofre que segue em exposição desde 2011.

John Pemberton e Asa Candler, respectivamente / Crédito: Wikimedia Commons

 

Seguranças e segredos

Segundo o The Guardian, em 2011, a grande Coca-cola afirmou que apenas dois de seus funcionários de maior confiança possuem as chaves para o tão sonhado cofre. Nesse sentido, as duas pessoas vivem à mercê da fórmula, já que nem viajar juntas elas podem.

Segundo a empresa, caso um dos guardiões da chave venha a falecer, o funcionário restante deve passar a tradição para outra pessoa. Mas não pense que conquistar as chaves é uma tarefa tão simples assim: o sucessor tem de merecer tal honra.

Hoje, sabe-se que o mito dos guardiões das chaves de ouro não se passa de uma grande jogada de publicidade. Mesmo que, um dia, alguém consiga desvendar a verdadeira receita, a cópia do refrigerante nunca poderia ser vendida.

Propaganda da Coca-cola assinada por John Pemberton e o famoso cofre em Atlanta / Crédito: Wikimedia Commons

 

A receita de um milhão de dólares

Bastante emblemática desde sua criação, a fórmula da Coca-cola conta com alguns ingredientes polêmicos. Para começo de conversa, as receitas do final do século 19 contavam com folhas de coca trituradas. 

Junto de uma porção de cafeína, a ínfima fração de cocaína utilizada no refrigerante fazia com que a Coca-cola fosse reconhecida como uma bebida medicinal. Em 1903, contudo, após diversas reclamações, o componente foi retirado da composição.

Atualmente, sabe-se que a famosa receita guardada à sete chaves conta com xarope de milho rico em frutose, cafeína, ácido fosfórico e o nunca identificado 7X. Além deles, alguns curiosos sugerem que a bebida ainda contém baunilha, limão e até lavanda.

Imagem meramente ilustrativa de copo de Coco-cola / Crédito: Divulgação/Pixabay

 

Coca-cola para todos

Considerada um dos maiores refrigerantes de todo o mundo, a Coca-cola é consumida de norte a sul. Sendo assim, algumas curiosidades sobre sua história podem chegar a confundir seus maiores amantes e entusiastas.

Nas semanas antecedentes à Páscoa, por exemplo, engarrafadores que contam com um público composto por maioria judaica têm de alterar a sua fórmula. Isso porque o xarope de milho usado para adoçar a bebida é proibido por algumas tradições durante o feriado — nessa época, então, a fórmula conta com um adoçante de sacarose.

Muito mais misteriosos, no entanto, são os pacotes entregues aos produtores da bebida. Para que os ingredientes nunca sejam descobertos, as muitas fábricas ao redor do mundo recebem pacotes identificados de 1 a 9, sem quaisquer rótulos de composição.

Em 2011, ainda que muitas pessoas tenham tentado decifrar a fórmula, o programa de rádio This American Life afirmou ter descoberto a receita original. O documento teria sido escrito à mão e ilustrava um artigo sobre a história da bebida, publicado em 1979. Segundo a própria Coca-cola, todavia, a receita original permance em segredo até hoje.


+Saiba mais sobre o tema através dos livros abaixo, disponíveis na Amazon:

For God, Country, and Coca-Cola (Edição em Inglês), de Mark Pendergrast (2013) - https://amzn.to/3303Xwn

Nos bastidores da Coca-Cola, de Neville Isdell (2013) - https://amzn.to/3kLnvdR

Design to Grow (Edição em Inglês), de David Butler e Linda Tischler (2016) - https://amzn.to/307DI5o

Tin Coca Cola (Edição em Inglês), de Ltd Publications International (2015) - https://amzn.to/3kKOeHx

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W