Curiosidades » Entretenimento

Com a morte de Germana e Licurgo em 'Nos Tempos do Imperador', veja 5 curiosidades sobre a dupla

Casal bizarro que chamou a atenção em 'Novo Mundo' agora se despede dos noveleiros em 'Nos Tempos do Imperador'

Redação Publicado em 28/08/2021, às 09h00

A dupla no antes e depois
A dupla no antes e depois - Divulgação/ Rede Globo

Durante a exibição da novela ‘Novo Mundo’, lançada em 2017, os telespectadores brasileiros acompanharam a saga do Primeiro Reinado, que compreende o período em que dom Pedro I esteve no poder.

Misturando fato e ficção, a produção exibida na Rede Globo chamava atenção não só com os momentos íntimos desastrosos do primeiro imperador do país, mas também com personagens secundários.

Dois deles divertiam os brasileiros que acompanharam a produção: Licurgo e Germana. Os trambiqueiros donos de uma antiga taverna, têm como característica principal a aparência rústica. Foram muitos os momentos em que eles chamaram até mesmo mais atenção que os protagonistas.

Divulgação/ Rede Globo

 

No entanto, a volta do casal em ‘Nos Tempos do Imperador’, novela também exibida pela Rede Globo e que reproduz o reinado de dom Pedro II, não animou tanto os noveleiros, que agora assistem a primeira novela inédita da emissora após a pandemia do novo coronavírus.

Com a aparência envelhecida diante da linha temporal da produção, o público tem se incomodado com a presença de ambos no roteiro atual. Isso vem de encontro com a decisão da Globo em tirar os dois personagens da produção, contudo, não pelo desagrado do público, mas sim pelos obstáculos impostos pela pandemia de covid-19.

Conforme repercutido pelo site da Revista AnaMaria, os dois personagens acabam representando um grande desafio para o time que cuida da maquiagem, afinal, os dois atores são jovens e precisam de um imenso trabalho para realizar a caracterização durante a rotina de gravações, algo inviável durante a pandemia e às regras sanitárias impostas. Assim, eles deixarão a novela no capítulo 35, com a dupla falecendo aos 100 anos.

Pensando nisso, o site Aventuras na História separou 5 curiosidades sobre os personagens.

Confira abaixo.

1. Mera ficção

Interpretados por Vivianne Pasmanter e Guilherme Piva, a dupla logo roubou os corações dos brasileiros na novela de Thereza Falcão e Alessandro Marson.

Divulgação/ Rede Globo

 

Uma dúvida muito comum em quem acompanha a trama, é se os donos da Taberna dos Portos existiram na realidade, no entanto, sentimos em decepcionar ao dizer que eles não passam de mera ficção.


2. Maquiagem

Com unhas sujas, rostos marcados pelo suor, roupas vagabundas e dentes amarelados, a equipe da emissora fez um trabalho esplêndido para deixar os artistas jovens com aparências tão desgastadas na novela atual. 

Em entrevista de 2020, concedida ao O Globo, Viviane falou sobre o processo de maquiagem enquanto a novela fora reprisada pela Rede Globo.

“Em ‘Novo mundo’, eu gastava uma horinha me maquiando. Agora estávamos precisando pesar bem mais a mão, né? Ela está mais velha, precisa ter as expressões faciais muito marcadas, os dentes mais podres ainda. É um processo bastante cansativo”.


3. Na atualidade

Em ‘Nos Tempos do Imperador’, o processo de caracterização total dos dois personagens dura aproximadamente entre 3 e 4 horas. Além das próteses na boca, nariz e até mesmo no queixo.

Divulgação/ Rede Globo

 

“Com o tempo fomos criando uma linha de produção e vimos que dava pra fazer tudo em 2 horas e meia. O processo de caracterização agora exige técnicas, produtos, muita coisa pra envelhecer”, disse a atriz em entrevista recente ao Gshow.


4. A criação de Germana

Durante a exibição de Novo Mundo, a atriz revelou como se deu a criação de Germana, numa base de ‘quatro mãos’.

“Foi um processo. Digo que a Germana aconteceu a quatro mãos: as minhas e as do Vinícius Coimbra (diretor artístico de “Novo Mundo”). Eu era quase uma marionete. Ela nasceu muito rápido. De ler o texto até gravar foram 20 dias. Foi muita dedicação para sair esta ogra maravilhosa”, disse ela durante entrevista à Contigo! em 2017.

“Já peguei o esquema da caracterização. O que tem demorado mais é colocar o aplique. A maquiagem é muito bruta. Para passar a base, vai de qualquer jeito. É muito rapidinho. Enquanto estou fazendo esta massa, tem gente fazendo a cruz, que é uma queloide nas costas. Aí vou adiantando a pele, a sobrancelha, que é só bagunçar. Faço a pinta e sujo o corpo. Para fazer uma maquiagem bonita é muito demorado. São horas em um olho, nos detalhes. A da Germana é muito mais fácil e prazerosa. Não tem pressão. Depois tem a lente, a prótese nos dentes, acabou

A artista também contou que logo de cara percebeu como precisava agir para viver Germana.

“Quando o diretor, na primeira cena, me mandou enfiar cinco frangos à passarinho na boca de cliente, vi que tinha que ser um bicho. Com ela, não tem uma linha tênue para andar. É muito bom”.


5. Os 90 anos de Licurgo

Durante conversa com a Mais Novela, Piva relembrou como se deu a adaptação para viver o personagem atrapalhado na nova novela da emissora.

"Quando me chamaram [para voltar a interpretar o Licurgo], eu fiquei muito feliz e preocupado por fazer um velho. É uma novela muito realista e fazer a composição de um velho não é fácil. Não é como em uma série, que temos uma liberdade. Como seria o velho? Qual a coerência da trajetória do Licurgo? Ele é muito porco, trambiqueiro, de uma crítica social absurda, o jeitinho brasileiro. Uma pessoa que não vai melhorar, o que vai acontecer quando ele tiver 90 anos? Então eu pensei que ele apodrece. Agora ele é totalmente de uma ética distorcida. Quando os mais velhos vão ficando sem freios, vão ficando um horror, então fomos por esse caminho. O envelhecimento deles e a loucura. Fazem o que querem, falam o que querem“, diz ele.

Ele também relembrou que inicialmente a caracterização demorava em torno de 4 horas, mas depois acabaram se adaptando.

“A gente começou com 4 horas de caracterização, mas no final já estávamos fazendo em 2 horas. Mas é muito puxado e muita coisa na cara, muito árduo, desconfortável. Depois tinha ainda mais 1 hora pra tirar e eu saia do Projac todo cagado. Chegava em casa e tirava mais. Não dava para sair depois (da gravação) para fazer alguma coisa“, disse ele à Jorge Brasil, da Mais Novela.