Curiosidades » Civilizações

Como as pessoas trituravam alimentos sem o uso de energia elétrica?

Parece impossível, mas tudo que o que fazemos com o liquidificador podia ser feito de outra forma antes

Mariana Ribas Publicado em 14/03/2021, às 10h00

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem de Yao Charlen por Pixabay

Como era a vida dos cozinheiros antigamente? Como eles trituravam seus alimentos sem o uso de energia elétrica? Teriam os antigos de se virar sem caldos, sopas, sucos e milk-shakes?

Não. Tudo isso veio antes do liquidificador. E, até ele, o único modo de alcançar isso era cortando tudo em minúsculos pedaços até chegar ao resultado ideal, amassando num pilão ou – caso do milk-shake, que data da década de 1880 – chacoalhando numa coqueteleira.

Não é mistério, o processo além de cansativo era muito demorado. A primeira ideia similar a um liquidificador surgiu antes da energia elétrica. Era uma espécie de copo com lâminas manual, onde se girava uma manivela para que a lâmina girasse e cortasse os alimentos, mas esse método também era bastante exaustivo, e a busca por um novo processo prático e rápido não parou por aí.

Pioneiros

Nos Estados Unidos, no ano de 1904, surgiram os primeiros liquidificadores parecidos com os que conhecemos hoje. Eram um tipo de mistura entre batedeira e liquidificador, mas se diferenciavam dos produtos anteriores porque não eram manuais, e sim elétricos.

O seu funcionamento era basicamente um motor enorme ligado à correia de transmissão. Ainda não era prático para vendas domésticas por ser grande e pesado, mas era utilizado em misturas de substâncias químicas e nas lanchonetes com as produções dos milk-shakes, muito populares nos EUA até os anos 50, antes de surgirem as redes de fast-food.

Em 1910 os primeiros modelos foram vendidos para uso doméstico, mas ainda assim tinham seus grandes problemas com o tamanho do motor e o peso, não tendo tanta popularidade nas casas.

Nova configuração

Foi quando, em 1922, Stephen Poplawski inventou uma configuração nova para o liquidificador. Ele usou o mesmo funcionamento de lâminas dentro de um copo, só que com um motor mais moderno na base, ficando menor, mais leve, e consequentemente mais prático.

Mas apenas dez anos depois que a produção foi finalizada que estourou a popularidade do liquidificador nas residências.