Curiosidades » Personagem

Da fama ao suicídio: 5 curiosidades sobre Kurt Cobain, ícone do Rock

O ex-vocalista do Nirvana teve uma carreira marcada por polêmicas e deixou um legado de sucessos

Fabio Previdelli Publicado em 25/09/2020, às 09h00

Foto clássica de Kurt Cobain
Foto clássica de Kurt Cobain - Getty Images

Longos cabelos loiros jogados ao vento e olhos azuis que ao mesmo tempo em que cativava, também revelava uma tristeza sem fim. Assim era um dos rostos mais metafóricos e emblemáticos dos anos 1990: Kurt Cobain.

Lendário vocalista do Nirvana, o músico completaria 53 anos neste dia 20 de fevereiro. Apesar de sua trágica morte, o cantor deixou um enorme legado e marcou uma geração com letras como Smells Like Teen Spirit, Come As You Are e In Bloom.

Conheça 5 curiosidades sobre a vida e a carreira de Kurt Cobain.

1. Cobain contra o preconceito e a favor dos direitos humanos

Quando ainda morava Aberdeen, Seattle, nos Estados Unidos, Kurt adorava sair pelas ruas com uma lata de tinta spray para pichar paredes e carros com a frase “Deus é Gay” — o que levou o astro a ser preso em uma ocasião.

Kurt Cobain / Crédito: Divulgação

 

Além do mais, em diversas oportunidades, ele saiu em defesa das mulheres e lutou contra o racismo, sexismo e a homofobia. Cobain, certa vez, chegou a se declarar gay apenas para irritar os homofóbicos e a ala machista do rock and roll — e até mesmo sua mãe.

“Estou enojado com minha apatia e da minha geração, que deixa que continue e não enfrenta o racismo, o sexismo e a homofobia”, declarou.


2. A relação entre sua vida e a fama

Em 1988, o Nirvana lançou seu primeiro single, Love Buzz. Na ocasião, Kurt enviou uma cópia do disco para a KCMU — uma rádio universitária local. Após o presente, ele ficou várias horas com a rádio sintonizada em seu carro esperando sua música tocar. Com a demora, ele decidiu sair pela estrada para encontrar um telefone público para ligar na rádio e pedir, anonimamente, para que divulgassem seu som.

Cobain ao lado de Courtney Love / Crédito: Divulgação

 

Com o passar dos anos — e com seu amadurecimento pessoal e profissional —, Cobain criou certa aversão à fama. Em diversas ocasiões ele chegou a transparecer essa predileção: “Eu realmente sinto falta de poder me misturar com as pessoas” e “Queria ser adorado como John Lennon, mas ter o anonimato de Ringo Starr” foram algumas das frases proferidas pelo cantor.


3. Cobain e o suicídio

No dia 8 de abril de 1994, o astro foi encontrado morto deitado no chão da estufa de sua residência — que ele havia adquirido há poucos meses. Mas, apesar da fatalidade, a relação do músico com o suicídio não se resumiu apenas a sua última experiência em vida.

A carta de suícidio / Crédito: Wikimedia Commons

 

Tirando os vários casos dentro de sua família, o acontecimento que mais lhe marcou ocorreu em sua terna idade, aos 13 anos. Na ocasião, ele e alguns colegas de escola encontraram um garoto enforcado pendurado em uma árvore nas proximidades da escola. Eles ficaram cerca de meia hora olhando a cena, que só foi interrompida quando o coordenador chegou ao local e os mandou embora.


4. O consumo da heroína

O astro sofria com dores crônicas no estômago. Apesar de visitar os melhores médicos do país para encontrar algum diagnóstico, o problema jamais foi identificado e resolvido. Com isso, Kurt passou a consumir doses diárias de heroína que, segundo ele, ajudavam a aliviar os problemas estomacais. Em uma entrevista para a MTV, ele chegou a alegar que gastava cerca de 100 dólares diários no consumo da droga.


5. Inspiração em Jimi Hendrix

Como já citado anteriormente, Cobain tinha uma vasta ‘relação’ com o suicídio. Um ano após ficar chocado ao ver um garoto enforcado, o músico disse a um colega que queria ser como Jimi Hendrix: músico superstar rico que, quando chegou ao auge do sucesso, se matou.

Jimi Hendrix / Crédito: Wikimedia Commons

 

Naquela época, eles ainda não sabiam que Hendix não havia se suicidado. Porém, outro fator coincidiu com a morte das duas lendas: ambos faleceram com 27 anos, o que só reforçou a famosa teoria do clube dos 27.


+Saiba mais sobre Kurt Cobain através das obras disponíveis na Amazon

Kurt Cobain Fragmentos De Uma Autobiografia, de Marcelo Orozco (2002) - https://amzn.to/3bTAyXi

O dia em que o rock morreu, de André Forastieri (Ebook) - https://amzn.to/329jZSH

Kurt Cobain, de Charles R. Cross (2014) - https://amzn.to/3bSxwT5

Kurt Cobain - Quando eu era um Alien, de Toni Bruno (2015) - https://amzn.to/37IaN8Z

Mais pesado que o céu: Uma biografia de Kurt Cobain, de Charles R. Cross (2012) - https://amzn.to/2HFSfeX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.