Curiosidades » Reino Unido

De Winston Churchill a Costa e Silva: 5 líderes políticos que a rainha Elizabeth II viu morrer

Ocupando o trono há 67 anos, a monarca chegou a se pronunciar sobre o falecimento de algumas dessas figuras

Daniela Bazi Publicado em 28/01/2020, às 17h33

Elizabeth II está a 68 anos no trono
Elizabeth II está a 68 anos no trono - Getty Images

Prestes a completar 68 anos no trono britânico, a rainha Elizabeth II já presenciou diversos fatos importantes para a história mundial durante o seu governo, incluindo a morte de inúmeros líderes políticos onde, inclusive, prestou suas condolências para alguns deles.

Conheça 5 nomes de líderes mundiais que morreram durante o reinado de Elizabeth II.

1. Josef Stalin

O tirano soviético morreu em 5 de março de 1953, após sofrer uma hemorragia cerebral, em Moscou, quando Elizabeth tinha 25 anos. Três meses após seu falecimento, ocorreu a grande cerimônia de coroação da rainha do Reino Unido.

Stalin não chegou a se encontrar com a monarca britânica, porém, enquanto George VI ainda estava no poder, chegou a convidar a família para uma visita a União Soviética, que foi negada. Anos mais tarde, Elizabeth se tornaria a primeira líder britânica a visitar o país.


2. Winston Churchill

Em 1951, aos 76 anos de idade, Churchill assumiu seu segundo mandato como primeiro-ministro britânico, ainda quando George VI estava no poder. Quando Elizabeth II assumiu o trono, Winston ainda estava no cargo e se tornou um grande amigo da monarca.

Elizabeth II, príncipe Charles e princesa Anne com o primeiro-ministro Winston Churchill / Crédito: Getty Images

 

O político deixou a posição em 1955, devido a sua situação de saúde que estava deteriorada, e recebeu uma carta de despedida da rainha onde ela dizia que nenhum profissional poderia “ocupar o lugar do meu primeiro primeiro-ministro, a quem tanto o meu marido como eu devemos tanto e pela sábia orientação nos anos iniciais do meu reinado pela qual estarei sempre profundamente grata”.

Ele faleceu em 24 de janeiro de 1965, e se encontra enterrado na St Martin's Church, na Inglaterra.


3. John F. Kennedy

Em junho de 1961, apenas alguns meses após assumir a presidência dos Estados Unidos, Kennedy visitou o Palácio de Buckingham junto de sua esposa Jackie, para um jantar com a rainha Elizabeth II e seu marido, o príncipe Phillip. Porém, segundo relatos da época, os casais, inicialmente, não teriam se dado tão bem.

Dois anos após o encontro, John foi assassinado com um tiro dentro do carro presidencial enquanto fazia um desfile pelas ruas da cidade de Dallas, no Texas. Elizabeth acabou criando um memorial em homenagem ao presidente no local em que assinou a Carta Magna, que contou com a presença de Jackie e seus filhos John e Caroline.

Encontro entre Elizabeth II, príncipe Philip, John F. Kennedy e Jackie Kennedy / Crédito: Getty Images

 

Na ocasião, a rainha disse “A intensidade sem precedentes dessa onda de tristeza, misturada com algo semelhante ao desespero, que varreu o povo com as notícias do assassinato do presidente Kennedy foi uma medida da extensão em que reconhecemos o que ele já havia realizado, e das grandes esperanças que o acompanhavam em um futuro que não era para ser”.


4. Imperador Hirohito

Hirohito foi o monarca que esteve a mais tempo no trono da história do Japão, de 29 de abril de 1901 a 7 de janeiro de 1989, ano de sua morte. Além disso, ele é o responsável por tornar o país uma das grandes potências mundiais da época.

Apesar de nunca terem se encontrado, o imperador recebeu diversas honrarias britânicas, como Cavaleiro da Ordem da Jarreteira, Cavaleiro da Ordem do Banho, Cavaleiro da Real Ordem Vitoriana, General Honorário do Exército Britânico, Marechal de Campo Honorário do Exército Britânico e Membro da Sociedade Real de Londres.


5. Costa e Silva

No dia 1º de novembro de 1968, a rainha Elizabeth fez sua primeira e única visita ao Brasil. No auge da ditadura militar, o presidente em vigência era Costa e Silva, que recebeu a monarca junto de seu marido em sua chegada ao Aeroporto de Guararapes, no Recife.

Rainha Elizabeth e príncipe Philip durante sua visita ao Brasil / Crédito: Domínio Público

 

O presidente brasileiro faleceu um ano depois da visita, em 17 de dezembro de 1969 devido a sequelas de um acidente vascular cerebral que havia sofrido no mês de agosto.


+Saiba mais sobre a monarquia britânica com as obras abaixo:

Vitória, a rainha: Biografia íntima da mulher que comandou um Império, Julia Baird (2018)

Link - https://amzn.to/2T9uEuc

Elizabeth I - O Anoitecer de um Reinado, Margaret George (2012)

Link - https://amzn.to/2FBPL08

História concisa da Grã-Bretanha, W. A. Speck (2013)

Link - https://amzn.to/35CrWjh

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.