Curiosidades » Arqueologia

As descobertas arqueológicas mais fascinantes da semana

Confira notícias sobre múmia de homem que morreu de constipação (comendo gafanhotos em seus últimos dias), estrutura de mármore misteriosa, esqueleto de mulher aristocrata e muito mais

Isabela Barreiros Publicado em 19/12/2020, às 08h00

O esqueleto e detalhes da vestimenta de ouro da mulher aristocrata descoberto em Londres
O esqueleto e detalhes da vestimenta de ouro da mulher aristocrata descoberto em Londres - Divulgação - Museu de Arqueologia de Londres (MOLA)

1. Estudo em múmia de mil anos nos Estados Unidos

Em 1937, uma múmia foi descoberta no sul do Texas, nos EUA. Agora, pesquisas foram realizadas no corpo, revelando que ele pertencia a um homem que viveu entre mil e 1.400 anos atrás. Cientistas descobriram ainda que o indivíduo morreu devido a uma constipação, que fez com que ele não conseguisse digerir alimentos. Seus familiares o alimentaram então, nos seus últimos meses de vida, com gafanhotos. 

Confira aqui a notícia completa.


2. Estrutura de mármore misteriosa na Turquia

Ruínas do prédio, no distrito de Kadıköy / Crédito: Divulgação

 

Escavações realizadas em Istambul, na Turquia, revelaram uma estrutura misteriosa feita de mármore. Ainda não se sabe exatamente do que ela fazia parte, mas acredita-se que pode ter sido algo sagrado, visto que a construção apresenta um formato de abóbada, muito comum em igrejas antigas.

Confira aqui a notícia completa.


3. Esqueleto de mulher aristocrata de 1.600 anos em Londres

Crédito: Divulgação - Museu de Arqueologia de Londres (MOLA)

 

Há 21 anos, pesquisadores descobriram um esqueleto dentro de uma grande tumba luxuosa em Londres, na Inglaterra. Investigando a história dos restos mortais, descobriram que é muito provável que eles tenham sido de uma mulher que fez parte da elite que governou nos últimos momentos de uma Grã-Bretanha romana. Ela estava vestida com uma roupa feita de seda, 97% de fios de ouro puro, originária da China.

Confira aqui a notícia completa.


4. Um dos apenas três artefatos já descobertos na Grande Pirâmide na Escócia

O fragmento de madeira / Crédito: Divulgação - Universidade de Aberdeen

 

O engenheiro Waynman Dixon encontrou, em 1872, os apenas três artefatos já descobertos na Grande Pirâmide do Egito. Dois deles permaneceram no acervo de museus, já o terceiro ficou desaparecido por anos. Ao acaso, ele foi identificado na Universidade de Aberdeen, Escócia. Tratam-se de fragmentos de madeira que revelaram que a pirâmide provavelmente foi construída por volta de 500 anos antes do que se pensava anteriormente.

Confira aqui a notícia completa.


5. Estatueta celta feita de bronze com olhos dourados na Eslováquia

Crédito: Divulgação - TASR

 

Arqueólogos descobriram na cidade de Jánovce, no local de Pod Hradiskom, na Eslováquia, uma estatueta celta feita de bronze muito peculiar. Ela representava um homem nu com olhos dourados, usando jóias típicas do período. Durante o trabalho, foram encontrados ao menos 800 objetos que datam de momentos históricos distintos.

Confira aqui a notícia completa.


6. Salão imperial de antigo palácio de verão na China

Crédito: Divulgação - China Daily / Asia News Network

 

Escavações realizadas na região de Yuanmingyuan, na China, revelaram vestígios de um antigo salão imperial que fazia parte do Palácio de Verão de Pequim, uma espécie de resort de verão usado pela dinastia Qing. Foram identificados pisos e pedras angulares que faziam parte das colunas do palácio.

Confira aqui a notícia completa.


7. Estátua nas profundezas de complexo residencial na China

Crédito: Divulgação/Youtube/Oriental Image

 

Uma escultura de 9 metros de altura foi localizada por meio de obras em Chongqing, na China. A estátua estava sem cabeça e, conforme especulado pelos pesquisadores, ela foi destruída em 1950 e poucos anos depois, na década de 1980, um complexo residencial acabou sendo construído em cima da grande estrutura. 

Confira aqui a notícia completa.


8. Evidências de mais antigo tratamento ginecológico em esqueleto

Crédito: Divulgação - Universidade de Granada

 

Uma pesquisa realizada em 2017, revelou, em Qubbet el-Hawa, no Egito, dez esqueletos antigos. Um deles apresenta, segundo um novo estudo, evidências do mais antigo tratamento ginecológico já descoberto na região. A mulher tinha um grave trauma em sua pelve e provavelmente foi tratada a partir de um tratamento médico descrito em papiros egípcios antigos.

Confira aqui a notícia completa.


9. Tumbas na ilha de Chipre usadas para rituais ligados à morte

Fotografia mostrando um dos esqueletos encontrados na tumba / Crédito: Divulgação/ Universidade de Gotemburgo

 

Na ilha de Chipre, pesquisadores descobriram câmaras funerárias contendo 52 esqueletos e artefatos que tinham origens de inúmeros lugares do mundo. Isso fez com que os arqueólogos concluíssem que o local provavelmente apresentava uma função ritualística na época, sendo usada como ponto de reunião para os cultos à morte até 1.150 a.C. 

Confira aqui a notícia completa.


10. Esqueletos de mulheres vítimas da Guerra Civil Espanhola

Uma investigação arqueológica realizada no cemitério em Farasdues, Aragão, norte da Espanha, fez com que especialistas encontrassem dez esqueletos de mulheres que foram assassinadas nos primeiros dias da Guerra Civil Espanhola. Eles acreditam que as pessoas foram mortas por um pelotão de fuzilamento logo depois de serem retiradas de suas casas, na aldeia de Uncastillo.

Confira aqui a notícia completa.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W