Curiosidades » Crimes

Do Caso Evandro aos assassinatos do lago Bodom: 5 casos bizarros que parecem ter saído de filmes

Envolvendo rituais, desaparecimentos e até homicídios, muitas histórias que, de fato, aconteceram causam incredulidade por serem totalmente insólitas

Isabela Barreiros Publicado em 11/12/2020, às 08h00

Evandro Ramos Caetano, do caso Evandro/ Jovens dos assassinatos do lago Bodom
Evandro Ramos Caetano, do caso Evandro/ Jovens dos assassinatos do lago Bodom - Divulgação

Isso é a realidade ou saiu de um filme? Muitas histórias que, de fato, aconteceram no mundo real se parecem tanto com narrativas cinematográficas que chegam a causar arrepios em quem as escuta. 

No mundo da criminologia, existem inúmeros episódios são completamente insólitos, com tramas que são dignas de filmes de suspense e até mesmo terror. A maioria permanece sem solução, aumentando ainda mais a curiosidade e inquietação de qualquer um que entre em contato com essas histórias.

Pensando nisso, a Aventuras na História separou 5 casos bizarros que parecem ter saído de filmes. Confira!

1. Caso Evandro

O pequeno Evandro / Crédito: Divulgação

 

Em 1992, em Guaratuba, no litoral paranaense, Evandro Ramos Caetano, de apenas seis anos, desapareceu. Ele não era o único: naquele período, crianças começaram a desaparecer misteriosamente no Paraná. No entanto, poucos dias depois, o corpo do menino foi encontrado.

A situação era assustadora: o garoto estava sem as mãos, olhos e dedos dos pés, além de ter o ventre aberto e seu corpo totalmente mutilado. Uma cena de filme de terror descrita. A coisa não parou por aí. O Grupo ÁGUIA, da Polícia Militar, durante o caso, torturou suspeitos do homicídio, para que eles confessassem. Pelo que se supõe, a morte de Evandro aconteceu por meio de um ritual.


2. Jennifer Fairgate

Cena do crime / Crédito: Divulgação/Netflix

 

Contada na segunda parte da série Mistérios Sem Solução, no episódio Morte em Oslo, essa história se passou na capital da Noruega, Oslo, nos anos 1990. Uma mulher foi encontrada morta em um quarto no famoso e luxuoso hotel Oslo Plaza, mas a situação era ainda mais bizarra: a moça não possuía nenhuma identidade com ela.

Até hoje, tudo o que se sabe sobre esse episódio é que a mulher deu um nome falso (Jennifer Fairgate) para o registro do hotel e que morreu devido a um tiro. Ainda assim, anos depois de sua morte, ainda não se sabe nada sobre a moça misteriosa. Uma narrativa cinematográfica ou a realidade?


3. Máscaras de Chumbo

Uma das máscaras / Crédito: Divulgação

 

Em 20 de agosto de 1966, um jovem encontrou os corpos de dois homens, que estavam vestindo sobretudos e portando estranhas máscaras feitas de chumbo, no Morro do Vintém, em Niterói, no Rio de Janeiro. Eles estavam acompanhados de uma nota, que dizia: “16:30 está local determinado. 18h30 ingerir cápsula após o efeito, proteger metais aguardar sinal máscara”. 

Junto dos homens, estavam também duas toalhas molhadas e uma garrafa de água vazia. O mistério, porém, era enorme e até hoje não há uma resposta final. A teoria mais aceita atualmente é a de um amigo dos falecidos, que afirma que os dois participavam de uma seita religiosa científico-espiritualista, que envolvia o uso de drogas psicodélicas.


4. Assassinatos do lago Bodom

Policiais investigando a cena do crime / Crédito:  Wikimedia Commons

 

Era junho de 1960 e quatro jovens estavam acampando nas margens do Lago Bodom, nos arredores da cidade de Espoo, na Finlândia. O que aconteceu pela madrugada foi um crime brutal: três deles foram esfaqueados e espancados até a morte e uma das garotas foi esfaqueada mesmo depois de já estar sem vida.

Apenas Nils Gustafsson sobreviveu. As investigações que seguiram ao episódio foram controversas e a cena do crime não foi isolada, o que fez com que jornalistas e o público atrapalhassem nas evidências. O único sobrevivente chegou a ser acusado e preso pelo crime, mas foi solto. E até hoje não se sabe o que, de fato, aconteceu naquele dia.


5. Timmothy Pitzen

Imagem de Timmothy Pitzen e como ele poderia estar hoje em dia / Crédito: Divulgação / Departamento de Polícia de Aurora via Centro para Crianças Desaparecidas e Exploradas

 

Em 11 de maio de 2011, Timmothy Pitzen, de seis anos, foi levado para sua escola na cidade Aurora, Illinois, Estados Unidos, por seu pai. Pouco tempo depois, sua mãe, Amy Joan Marie Fry-Pitzen, buscou o menino, alegando uma emergência familiar. Os dois fizeram uma viagem ao meio-oeste do país. 

Passaram-se alguns dias, e a mulher foi encontrada morta em um motel na cidade de Rockford, Illinois. Acredita-se que ela tenha cometido suicídio, e junto dela estava um bilhete pedindo desculpas pela confusão e afirmando que o garoto estava seguro, porém, que jamais seria encontrado. Isso era verdade: depois do episódio, um jovem até mesmo afirmou ser Timmothy, mas foi desmentido por um teste de DNA.


+Saiba mais sobre temas relacionados por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W