Curiosidades » Personagem

Do êxtase ao silêncio: Os melancólicos dias finais de Michael Jackson

Poucas horas antes de morrer, Michael estava determinado e confiante que sua próxima turnê entraria para a história

Caio Tortamano Publicado em 12/04/2020, às 08h00

Michael Jackson durante turnê
Michael Jackson durante turnê - Getty Images

O falecimento de Michael Jackson em 25 de junho de 2009 marcou o mundo e uma geração toda, o rei do pop havia falecido e deixado um legado sem precedentes para trás. Neste mesmo dia, o médico particular de Jackson, Conrad Murray, encontrou o artista com pulso fraco em seu quarto e tentou o reanimar, sem sucesso.

Murray foi indiciado por homicídio culposo — aquele em que não há intenção de matar — por ter administrado erroneamente as doses dos remédios propofol, lorazepam e midazolam, levando ao falecimento do Rei. Cumpriu dois dos quatro anos de pensa previstos.

Em seus últimos meses de vida, Michael utilizava remédios fortíssimos para dormir, usados somente em pacientes para cirurgias com anestesia geral e sua família se mostravam preocupada com o quanto o homem de 50 anos tinha emagrecido, e como ele era dependente do uso de narcóticos para conseguir repousar.

Os últimos meses de vida de MJ foram destinados à sua turnê, This Is It. Ele estava determinado a dar a volta por cima depois de anos sem novos álbuns e uma imagem danificada pela mídia e por alguns escândalos. Apesar de tudo isso, estava confiante de que daria tudo certo.

Na noite do dia 24 de junho, Michael ensaiava com grande ânimo e disposição para sua turne no Staples Center, em Los Angeles, tendo passado seis horas somente testando figurinos para a apresentação. Isso porque, no verão anterior, paparazzi tinham flagrado ele sendo empurrado por uma cadeira de rodas, usando seu pijama e máscara cirúrgica.

Tendo se mudado para Las Vegas para morar um tempo com os filhos, Jackson mal tinha forças para fazer shows que iriam quitar as suas dívidas, sua família estava cada vez mais reclusa e só saíam para comprar coisas no mercado.

Michael esteve rodeado por pessoas que se aproveitaram de sua riqueza e iam e vinham quando era conveniente. Depois que foi inocentado de 10 acusações de abuso de menores, o cantor desabafou em sua casa para o comediante Dick Gregory, disse que não aguentava mais porque estavam querendo matá-lo.

Gregory ficou preocupado com as coisas que Jackson estava falando, que não iria comer porque estavam tentando envenená-lo, ao que o comediante respondeu rispidamente que todas essas pessoas estavam tentando enganar o artista.

Tempos depois, determinado a passar por tudo isso e realizar a maior turnês de todos os tempos com This Is It, a temática de suas apresentações seria o aquecimento global e como a natureza e os ecossistemas pediam uma trégua as ações humanas, algo que preocupou Michael em outras de suas obras, como Earth Song.

Aliás, essa música seria utilizada como encerramento de sua apresentação na sua turnê, que teria início em Londres, mas estava sendo ensaiada no Staples Center — aquela em que ensaiou na noite de morrer, e onde viria a ser seu velório nos dias seguintes. Os profissionais que acompanhavam o ensaio ficaram maravilhados, este seria o grande retorno do Rei do Pop. 


+Saiba mais sobre o rei do pop através de obras disponíveis na Amazon

Intocável: A estranha vida e a trágica morte de Michael Jackson - https://amzn.to/2SaoTKz

Michael Jackson - https://amzn.to/3aZRZom

Michael Jackson, o rei do pop - https://amzn.to/2vxg9Gy

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du