Curiosidades » Titanic

Dos erros do capitão aos órfãos do naufrágio: 5 fatos sobre a tragédia do Titanic

O episódio é um dos mais famosos desastres marítimos da História e foi um evento traumático na vida dos passageiros

Isabela Barreiros Publicado em 13/06/2020, às 11h00

Representação do naufrágio do RMS Titanic
Representação do naufrágio do RMS Titanic - Getty Images

1. Os erros do capitão Smith

O comandante Edward John Smith afundou junto com o Titanic. Por mais que tivesse sido escolhido para pilotar o famoso navio, provou não ter tanta habilidade no timão para lidar com possíveis adversidades na trajetória da embarcação.

Depois da tragédia, foi realizado um inquérito do naufrágio, que concluiu que o primeiro erro do capitão foi não diminuir a velocidade depois de receber informações sobre a presença de icebergs na rota. A imprudência fez com que ele cometesse mais um erro brutal: Smith permitiu que os botes saíssem parcialmente ocupados, o que pode ter contribuído para a morte de pelo menos 500 pessoas, um terço das vítimas.


2. O naufrágio no cinema, estrelado por uma sobrevivente

Muitos dos sobreviventes relataram o horror vivido no naufrágio ao público. Dorothy Gibson foi uma delas, mas foi além: ela estrelou Salva do Titanic, filme lançado apenas um mês após a tragédia. Como é possível imaginar, a produção mexeu profundamente com a sanidade da atriz.

Nas filmagens, ela teve que usar a mesma camisola que trajava quando embarcou num dos botes salva-vidas, por exemplo. No entanto, esse não foi o único filme que tentou catalisar o luto da tragédia em lucro. Foram realizadas mais de 100 produções cinematográficas ou televisivas sobre o Titanic.


3. Os órfãos do Titanic

Foto que registra o reencontro de Michel Jr. e Edmond Navratil com sua mãe / Crédito: Library of Congress

 

Existem histórias particulares do naufrágio, que envolvem a vida de famílias. O imigrante europeu Michel Navratil, no meio do divórcio com sua esposa, decidiu fugir com seus dois filhos, e eles embarcaram no Titanic. Eles eram passageiros de segunda classe e, quando o navio atingiu o iceberg, ele entrou em sua cabine com um outro homem e juntos eles levaram os dois meninos até os botes salva-vidas.

Navratil faleceu nas águas geladas e as crianças foram as únicas resgatadas sem um pai ou um responsável por elas. Após a tragédia, eles ficaram na casa de outra sobrevivente, Margaret Hays, enquanto as autoridades tentavam encontrar seus parentes, e diversos artigos com suas fotos foram publicados. Como não falavam inglês e os nomes de registro do navio eram falsos, a tarefa provou-se difícil. A angústia somente chegou ao fim quando as notícias sobre o desastre começaram a chegar à Europa, e a mãe reconheceu os filhos nas fotografias.


4. Abandonada pelo marido

Lucile Carter / Crédito: Wikimedia Commons

 

A socialite Lucile Carter era casada com William Carter, um importante membro da alta sociedade dos EUA. Eles embarcaram na primeira classe do Titanic, mas se não esperavam que o naufrágio fosse acontecer, a reação de William foi ainda mais imprevisível.

Quando a notícia de que o navio atingiu o iceberg chegou às cabines, em vez de acompanhar os filhos e a esposa, o americano pulou no primeiro bote que avistou, descumprindo a regra de prioridade de mulheres e crianças. Lucile e as crianças entraram em um bote e conseguiram sobreviver ao frio, e, assim que viram William, ele apenas disse que “havia tomado um excelente café da manhã e que acreditava que os familiares não sobreviveriam a tragédia”. Logo depois, a mulher pediu o divórcio, que foi concedido em menos de dois anos.


5. O dono do Titanic depois da tragédia

Crédito: Wikimedia Commons

 

Quando ficou claro que o Titanic afundaria, após o choque contra o iceberg no dia 14 de abril, Joseph Bruce Ismay, presidente e diretor executivo da White Star Line, subiu a bordo do bote salva-vidas desmontável C, que foi lançado ao mar menos de 20 minutos antes do navio afundar. Além disso, se recusou a testemunhar o fracasso e se virou de costas para não ver sua criação ser acolhida pelas águas do Atlântico Norte.

Depois do ato de covardia, passou a ter uma vida atormentada. Na época, o Daily Mirror o tratou como “o homem mais criticado do mundo”. Já um periódico americano o classificou como “alguém só preocupado com ele mesmo”. Joseph passou a receber ameaças e, inclusive, muitos de seus amigos o abandonaram.


++ Para saber mais sobre o Titanic por meio das obras disponíveis na Amazon:

Titanic: Minuto a Minuto, Jonathan Mayo (2017) - https://amzn.to/35HRGuU

Titanic - A história completa, Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/35IXULh

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, de Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/3bM6U5g

Titanic: A century of news, de The Guardian (ebook) - https://amzn.to/3dRvlQu

Guide to the Crew of Titanic: The Structure of Working Aboard the Legendary Liner, de Günter Bäbler (2020) - https://amzn.to/3bRNzzQ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W