Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Personagem

Em 1892, pandemia matou neto da rainha Vitória

O príncipe Albert Victor foi uma das vítimas da pandemia da época

Redação Publicado em 20/02/2022, às 12h05

O neto da rainha Vitória - Domínio Público, via Wikimedia Commons
O neto da rainha Vitória - Domínio Público, via Wikimedia Commons

Em 2018, o Museu de Londres surpreendeu ao revelar uma roupa usada pela rainha Vitória após a morte de Príncipe Albert Victor, Duque de Clarence e Avondale e neto da monarca. 

O vestido da rainha /Crédito: Divulgação/ Museu de Londres

Conforme repercutido pelo Belfast Telegraph, o jovem morreu aos 28 anos, em 1892, enquanto estava em Sandringham. Vítima da pandemia de gripe, também conhecida como 'gripe russa', ele era o segundo na linha de sucessão ao trono. Vale ressaltar que a pandemia vitimou aproximadamente 1,5 milhão de pessoas.

O Med Page Today relata que o neto da rainha Vitória havia viajado até Sandringham com o objetivo de comemorar seu aniversário. Ao sair para caçar, ele voltou com calafrios, desenvolvendo pneumonia.

“Este é um membro da família real, um jovem membro da família real que morreu e que mudou o curso da história, isso mudou toda a linhagem ao trono”, disse Vyki Sparkes, co-curadora da exposição de 2018, em entrevista ao Belfast Telegraph.

Ela também relata os planos que o jovem tinha antes de ser acometido pelo surto de gripe.

“Ele estava prestes a se casar. A nação estava se preparando para um casamento e não um funeral. Então foi um choque enorme, não só para a família, mas para a nação", explicou em 2018.

A morte de Albert não só abalou a corte, que ficou em luto durante quatro meses, mas também fez com que as pessoas levassem a sério as mortes pela pandemia de gripe.

“Mudou a forma como as epidemias eram vistas. A gripe, antes disso, era vista como não muito grave", explicou Vyki ao veículo. “Isso realmente mostrou que a gripe era uma doença séria e virulenta”.