Curiosidades » Personagem

Estupro, ameaças e traições: os escândalos do vigarista William Avery Rockefeller

Pai dos magnatas William Jr. e John Rockefeller, o empresário fazia jus ao histórico de polêmicas da enorme família americana

Pamela Malva Publicado em 03/04/2020, às 09h00

William Avery Rockefeller, um dos primeiros empresários da enorme família
William Avery Rockefeller, um dos primeiros empresários da enorme família - Wikimedia Commons

A família Rockefeller é, de longe, uma das mais polêmicas da história, com seus muitos integrantes e escândalos constantes. Descendentes de alemães, eles logo ficaram conhecidos por sua fortuna e, assim, conquistaram todos os holofotes.

Não demorou muito para que as pessoas descobrissem todas as tramas por trás de cada núcleo da enorme linhagem. Foi exatamente a partir dessa propaganda que os magnatas Rockefellers construíram seu império.

Entretanto, como tudo tem seu ônus e seu bônus, a fama também trouxe antigos segredos e polêmicas à tona. Com isso, alguns questionamentos sobre William Avery Rockefeller, um dos mais antigos integrantes da família, apareceram.

Alguns dos membros da enorme família Rockefeller / Crédito: Wikimedia Commons

 

Vida agitada

William nasceu em novembro de 1810, filho mais velho do empresário e agricultor Godfrey Lewis Rockefeller. Aos 27 anos, viu seu coração dividido entre duas mulheres  — Nancy Brown e Eliza Davison — e não sabia o que fazer a respeito.

Com sede por riqueza, entretanto, acabou se casando com Eliza, cujo pai doou 500 dólares para a cerimônia, em fevereiro de 1937. Com a jovem, ele teve seis filhos, incluindo o Co-fundador da Standard Oil, William Avery Rockefeller Jr..

Uma vez casado, William não quis deixar seu antigo amor para trás e convenceu sua esposa a contratar Nancy como governanta. Assim, por anos, os dois mantiveram uma relação extraconjugal e, juntos tiveram dois filhos.

Pouco tempo mais tarde, quando seus filhos ainda eram adolescentes, Willian deixou a família para trás. Ainda assim, manteve-se legalmente casado com Eliza até 1889, ano da morte dela, e, nesse meio tempo, esposou-se novamente. 

Sob o nome de Dr. William Levingston, em uma tentativa de deixar sua famíla para trás de vez, o Rockefeller assinou o sagrado matrimônio com Margaret Allen, no Canadá. Com a nova esposa, o empresário não teve nenhum filho.

 William Avery Rockefeller Jr., um dos muitos filhos do empresário / Crédito: Wikimedia Commons

 

Vigarista assediador

Toda a riqueza e certa influência de William, contudo, não fizeram diferença quando ele foi indiciado pelo estupro de Ann Vanderbeak, uma jovem que havia trabalhado na casa dele, em 1849. Segundo a promotoria, o homem teria ameaçado Ann com uma arma.

Quando foi acusado, William vendeu sua casa e mudou-se para Nova York, provavelmente a fim de evitar julgamento. Quatro dias mais tarde, o pai de Eliza, sua primeira mulher, processou Rockefeller por uma dívida não paga.

Como ainda eram casados na época, Eliza foi convocada ao julgamento e informou às autoridades que seu marido "fugiu e não pode mais ser encontrado no interior do estado". Ele, então, assumiu o nome de Bill Levingston e iniciou um novo projeto.

John D. Rockefeller, o magnata filho de William Sr. / Crédito: Wikimedia Commons

 

Por anos, William ganhou dinheiro enganando as pessoas. Com a nova identidade, ele perambulava pelas ruas norte-americanas e vendia óleo de cobra, alegando os falsos benefícios fitoterápicos do produto. 

Na época, após fugir do julgamento, ele deixou sua antiga família na miséria mesmo que fosse proprietário de um bom patrimônio — fato que envergonha seus descendentes até hoje. Em pouco tempo, as polêmicas, que eram mantidas em segredo, foram descobertas e reveladas ao público.

John D. Rockefeller foi o primeiro a ser confrontado sobre o passado do pai. O paradeiro do empresário, entretanto, nunca foi revelado. Toda a história veio à tona apenas em 1908, dois anos depois da morte do vigarista. Ainda assim, John e o resto da família nunca reconheceram os detalhes sórdidos da vida de William Rockefeller.


+Saiba mais sobre os Rockefellers através dos livros abaixo, disponíveis na Amazon

Titan: The Life of John D. Rockefeller, Sr., de Ron Chernow (2004) - https://amzn.to/37lRWRR

Os magnatas, de Charles R. Morris (2009) - https://amzn.to/2RNkP2N

John D. Rockefeller: A Life From Beginning to End, de Hourly History (2017) - https://amzn.to/36krLcI

Breaking Rockefeller, de Peter B. Doran (2016) - https://amzn.to/3bNTBBq

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W