Curiosidades » Personalidade

Fama e anonimato: a enigmática história da Mulher da Tocha

Nas telonas desde 1992, a moça provavelmente é a personagem mais famosa e desconhecida do universo cinematográfico

Pamela Malva Publicado em 29/03/2020, às 08h00

A famosa Mulher da Tocha
A famosa Mulher da Tocha - Wikimedia Commons

Elementos como o leão da Metro Goldwyn Mayer, o castelo da Disney e a montanha da Paramount são alguns dos mais famosos da história do cinema. Justamente por aparecerem no início de cada filme, os logos já foram vistos milhões de vezes.

Tão famosa quanto os outros, a Mulher da Tocha, da Columbia Pictures, é uma das personagens mais conhecidas do mundo. E, por mais que tenha marcado presença em algumas das maiores bilheterias do cinema, ninguém nunca soube seu nome.

Com a túnica azul e a tocha em mãos, a mulher aparece na telona por apenas 18 segundos, iluminando a sala. Ainda assim, apesar do pouco tempo em cena, sua imagem abre todos os filmes da Columbia desde 1922.

Nos quase cem anos da distribuidora, o logo já foi alterado algumas vezes e recebeu diferentes rostos. Mas a mais recente, conhecida por grande parte dos cinéfilos de plantão, chama-se Jenny Joseph.

Olha o flash

Tudo começou em 1992, quando a Columbia Pictures pediu que Michael Deas reformasse o antigo logo. Conhecido por seus retratos de artistas e presidentes, o pintor entrevistou diversas modelos, mas não encontrou nenhuma que se encaixasse.

A foto real tirada por Kathy Anderson / Crédito: Divulgação

Sem saída, Michael pediu nomes e referências para Kathy Anderson, uma fotógrafa em Nova Orleans. Animada, a mulher respondeu que conhecia uma garota, com quem trabalhava em um jornal, que seria perfeita para o papel.

Assim, em julho daquele ano, Kathy pediu que Jenny Joseph, de 28 anos, posasse para ela. Trabalhando como designer gráfica, Jenny aceitou e foi até o apartamento da amiga para uma sessão fotográfica, que durou apenas algumas horas.

A casa de Kathy foi transformada em um estúdio improvisado e Jenny foi vestida com uma túnica azul desgrenhada. Em sua mão direita, ela segurava algo parecido com a base de um abajur, com uma lâmpada na ponta. 

Uma sequência de imagens foi feita e todas foram enviadas para Michael. A partir das várias fotos, o pintor passou dois meses criando a obra e transformando Jenny em protagonista. Mal sabiam eles que o novo logo seria usado por décadas.

As muitas mulheres

Depois de posar para Kathy e Michael, Jenny nunca mais apareceu em frente às câmeras. Mesmo assim, ela entrou para a história do cinema, junto das outras várias modelos que já foram a cara da Columbia.

Em todos os seus quase cem anos, o estúdio nunca manteve um registro sobre as moças que apareceram em seus logos através dos anos. Por isso, é difícil determinar quem é quem, ainda que algumas artistas tenham reinvidicado a posição.

A Mulher da Tocha em 1936 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Atrizes como Claudia Dell podem ter interpretado uma das muitas versões da Mulher da Tocha. Amelia Batchler disse ser a imagem usada em 1936; Evelyn Venable afirmou que apareceu no logo em 1939; e Jane Bartholomew disse ter erguido a tocha nos anos 1940.

Como grande parte das imagens foi desenhada por diversos artistas, dezenas deles, é impossível determinar exatamente quais mulheres foram usadas como inspiração. Assim, além de Jenny, é possível que todas as citadas tenham, de fato, feito parte das obras veiculadas pela Columbia Pictures.


+Saiba mais sobre a história do cinema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon

História do Cinema, de Mark Cousins (2013) - https://amzn.to/2tYY03z

A história do cinema para quem tem pressa, de Celso Sabadin (2018) - https://amzn.to/36PQre5

O que é o cinema?, de André Bazin (2018) - https://amzn.to/3a5EOSv

História do Cinema Mundial, de Fernando Mascarello (2006) - https://amzn.to/2NmwBj4

O livro do cinema, de Vários autores (2016) - https://amzn.to/30fYhvn

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du