De cidade em chamas a capital das malas perdidas: Confira 6 atrações bizarras que existem nos Estados Unidos

Desde atrações que viraram recordes mundiais e atraem milhares de turistas até cidades fantasmas. Conheças algumas peculiaridades desses locais

Alana Sousa Publicado em 18/08/2019, às 09h00

Crossroads
Crossroads - Reprodução

Algumas cidades dos Estados Unidos são conhecidas por suas curiosas peculiaridades, tais como Kansas, com a maior bola de barbante do mundo, e Illinois, que possui a maior garrafa de ketchup entre todas ao redor do globo.

Abaixo juntamos outras cidades americanas que possuem curiosidades que atraem milhares de turistas e conseguiram entrar para a lembrança mundial.

1. A capital da bagagem perdida

Crédito: Reprodução

 

A cidade de Scottsboro, localizada no estado americano do Alabama, é conhecida por ser o destino final de bagagens que se perderam de seus donos em viagens aéreas. Muitas vezes empresas de avião não conseguem encontrar os proprietários dos itens, ou os próprios não procuram seus objetos, então essas malas são enviadas para a Central de bagagens não reclamadas.

No centro da cidade ainda é possível comprar esses itens perdidos em lojas. Entre as bagagens enviadas à Scottsboro, já foram encontrados artefatos egípcios antigos, documentos secretos e até mesmo um anel de diamante de 5,8 quilates.

2. A encruzilhada do diabo

Crédito: Reprodução

 

Existe uma lenda que afirma que quando o ícone do blues Robert Johnson era jovem, ele vendeu a sua alma ao diabo em troca de talento para a música. O jovem Johnson aspirava ser uma lenda do blues, então vozes disseram para ele levar uma guitarra ao seu vizinho à meia-noite e esperar. Apareceu então um homem que pegou a guitarra de Johnson e a partir daí ele pôde tocar o instrumento com maestria.

A situação ocorreu na cidade de Clarksdale, no Mississippi. E o cruzamento no qual a guitarra foi trocada com o diabo é hoje conhecido como Crossroads, onde as rodovias norte-americanas 61 e 49 convergem.

O Mississippi, de fato, é o berço para grandes nomes do blues, como BB King, John Lee Hooker e Muddy Waters. Mas a lenda faz seu papel ao atrair turistas para a cidade.

3. Cidade em chamas

Crédito: Reprodução

 

A cidade de Centralia, na Pensilvânia, está em chamas desde a década de 1960. Tem ocorrido um intenso incêndio na mina de carvão que está acima da pequena cidade. Fumaça tóxica saindo do chão rachado, buracos e explosões subterrâneas de gás são algumas das razões que transformaram o local em uma cidade fantasma.

Em 2010, menos de uma dúzia de habitantes ainda permaneciam em seus lares. Cientistas acreditam que o fogo subterrâneo continuará por, pelo menos, mais 250 anos.

4. Cidade em um prédio 

Crédito: Reprodução

 

A população da cidade de Whittier, no Alasca, é de 218 pessoas, e elas residem em um mesmo local. O único prédio, conhecido como Begich Towers, possui 14 andares, e funciona como uma pequena cidade, com uma igreja, delegacia de polícia, lojas e correio.

Foi originalmente projetado como um quartel do exército durante a década de 1950, e feito de residência em 1969. Whittier está situada entre as montanhas e o mar, e a construção só pode ser acessada por barco de longas distâncias.

5. Cidade dos lajes

Crédito: Reprodução

 

Os moradores de Slab City, na Califórnia, 240 quilômetros a nordeste de San Diego, são conhecidos como lajes, uma referência às construções de concreto que restaram depois que o Exército abandonou a área, após a Segunda Guerra Mundial.

A cidade é conhecida por ser um local sem leis, aonde algumas pessoas vão na época de inverno, por ser um lugar mais quente. Os lajes são, em sua maioria, hippies, sem-teto, viajantes, viciados em drogas, artistas, aventureiros e curiosos em geral, e podem chegar a quatro mil no auge da ocupação. Lá eles afirmam ser o Ultimo Lugar Livre na América.

Nesta cidade sem regras, alguns argumentos resultaram em caos absoluto, com tendas e trailers incendiados e até mesmo tiroteios e duelos.

6. Caverna da Bruxa

Crédito: Reprodução

 

A caverna da bruxa, ou Bell Witch, durante o século 19, teria sido assombrada por uma bruxa demoníaca. A lenda diz que o nome original do Bell Witch era Kate Bates, referência a uma mulher chamada Kate, que entrou em um acordo de terras mal planejado com a família vizinha, os Bells. Kate prometeu assombrar a família Bell depois de saber que ela havia sido enganada.

Os rumores de que Kate era bruxa foi reforçado quando uma das filhas da família Bells pareceu mostrar sinais de posse e estranha agressão durante algum tempo. Ao longo de dois séculos, pessoas da região disseram ter sentimentos estranhos quando chegam perto da caverna.

O grande desafio da atração é repetir o nome original da bruxa três vezes em frente a um espelho.