Curiosidades » Estados Unidos

A saga da 'câmara secreta' no Monte Rushmore

O polêmico projeto, idealizado 1923, conta com bastidores curiosos

Giovanna Gomes Publicado em 10/12/2020, às 13h53 - Atualizado em 11/12/2020, às 10h23

Da esquerda para direita: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln
Da esquerda para direita: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln - Wikimedia Commons

O escultor Gutzon Borglum criou no século 20 um dos mais famosos monumentos do mundo: os quatro rostos esculpidos no Monte Rushmore, localizado em Dakota do Sul, Estados Unidos. No entanto, o que nem todos sabem é que uma sala secreta foi elaborada no interior do monte para ser utilizada na época da inauguração.

A idealização 

Tudo teve início quando o historiador Doane Robinson contatou Borglum para conversar sobre os planos que tinha para uma escultura que deveria ser realizada em algum dos montes de Black Hills, na Dakota do Sul. A ideia era prestar uma homenagem a história do país.

Gutzon Borglum/ Crédito: Flickr

 

Decididos quais seriam os homenageados– George WashingtonThomas JeffersonAbraham Lincoln e Theodore Roosevelt –  e onde a obra seria realizada, as obras foram iniciadas no ano de 1927. 

Inicialmente, Borglum pensou em esculpir uma linha do tempo ao lado dos quatro ex-presidentes, descrevendo nove momentos importantes do país. No entanto, por razões estéticas, a ideia acabou sendo engavetada. Contudo, uma segunda ideia ainda intriga curiosos.

A construção da câmara

Em 1938, temendo que a obra não fosse preservada, o artista iniciou a construção de uma sala secreta na parte de trás da cabeça de Lincoln

Construção do monumento/ Crédito: Divulgação

 

Seu objetivo era que a câmara, apelidada de Hall of Records, servisse para que os visitantes pudessem conhecer a história do projeto. Além disso, estátuas de outras figuras americanas e documentos históricos, como a Declaração da Independência, seriam abrigados no local.

Contudo, o governo não aceitou a proposta: teria de gastar um valor mais caro que o previsto. Assim, o escultor morreu no ano de 1941, antes mesmo da inauguração do monumento e de uma tentativa para que a câmara pudesse ser finalizada. Por esse motivo, até os dias de hoje não existe uma passagem para que os turistas cheguem até a sala.

Avião da força aérea americana sobrevoando o monte/ Crédito: Getty Images

 

Por anos, os descendentes de Borglum lutaram juridicamente por reconhecimento pelas obras do artista. No entanto, a única atitude tomada foi que, no ano de 1998.

As autoridades, simbolicamente, colocaram painéis que contam toda a história do Monte Rushmore no local, além de uma citação do escultor inscrita na entrada como forma de homenagem. 

Rushmore é conhecido como o santuário da democracia, mas todos esses personagens têm passados contraditórios. 

Thomas Jefferson e George Washington eram donos de escravos, enquanto Abraham Lincoln — mesmo tendo abolido a escravidão — permitiu o enforcamento de 38 deles após um conflito com colonos brancos.

Já Roosevelt teve um passado sombrio com nativos americanos, tanto que ele teria supostamente dito que: "Eu não chego ao ponto de pensar que os únicos índios bons são os índios mortos, mas acredito que nove em cada dez são".


+Saiba mais sobre o tema através das obras disponíveis na Amazon

Lincoln, de David Herbert Donald (1996) - https://amzn.to/2Waaxxd

The Conspiracy Between John Wilkes Booth and the Union Army to Assassinate Abraham Lincoln, de Robert Evans Arnold M D (2019) - https://amzn.to/2Qg7Xlw

Theodore Roosevelt; an Autobiography (English Edition), de Theodore Roosevelt (ebook) - https://amzn.to/375biK0

O enigma de Jefferson, Steve Berry, 2013 - https://amzn.to/2ODNl6f

Thomas Jefferson, de Captivating History (eBook) - https://amzn.to/2Op2hF1

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W