Curiosidades » Monarquia

Sangue real: a curisosa ligação entre os Romanov e a família real britânica

Apesar da relação entre as duas monarquias parecer remota, podemos até dizer que as duas famílias reais são parentes distantes

Fabio Previdelli Publicado em 01/04/2020, às 11h00

Família real britânica e os Romanov
Família real britânica e os Romanov - Creative Commons

Apesar de não parecer, os Romanov e família real britânica possuem mais ligações do que muitos imaginam. Podemos até dizer que as duas famílias reais são parentes distantes. Essa ligação entre os dois grupos resultou em diversas trocas de obras de arte nos anos de 1600.

Parte dessa história foi contada na exposição Rússia, Realeza e Romanovs, que aconteceu na Galeria da Rainha no Palácio de Buckingham. A coleção de quase 300 peças, que apresentava desde ovos Fabergé e joias até pinturas e cartas, explorava as interconexões entre a dinastia Romanov e a família real britânica, como o quadro que o imperador russo Nicolau I deu à rainha Vitória.

Foto da exposição 'Russia: Royalyy & The Romanovs' / Crédito: Getty Images

 

Assim, cada objeto em exposição possuía uma história interessante para ser contada, como o retrato de Pedro, o Grande, que foi dado de presente a Guilherme III durante a secreta viagem do czar em 1698 à Inglaterra.

"É a primeira vez que um governante russo sai do solo russo", explicou a co-curadora Caroline de Guitaut. "Ele quer descobrir o resto do mundo, ele quer saber como eles constroem navios, ele quer fazer da Rússia um lugar iluminado”.

De certa forma, Pedro I conseguiu “ocidentalizar” seu país. Com o tempo, a produção cultural das duas monarquias passou a ser semelhante. "Eles estavam usando os mesmos artistas; artistas britânicos indo para a Rússia, artistas russos vindo para cá", explicou Guitaut.

 A relação entre os Romanov e a monarquia britânica não parou no tempo e transcendeu gerações. O marido da rainha Elizabeth, príncipe Philip, é parente dos Romanov através de sua mãe e seu pai.

Foto da exposição 'Russia: Royalyy & The Romanovs' / Crédito: Getty Images

 

Por meio de seu pai, o príncipe Andrew da Grécia e da Dinamarca, Philip é sobrinho-neto de Alexandra Romanov, esposa de Nicolau II e a última czarina da Rússia. Através de sua mãe, a princesa Alice de Battenberg, Philip também é primo da família real russa. Os filhos e netos de Philip, incluindo William e Harry, também estão relacionados com os Romanov.

Inclusive, quando os restos mortais de duas crianças — que se pensava ser Maria e Alexei Romanov — foram encontrados em um campo em 2007, o DNA de Philip foi usado para identificá-los.

Outro elo curioso é da rainha Elizabeth II da Inglaterra, que é neta de George V. Já a mãe de George, Alexandra da Dinamarca, era irmã de Maria Feodorovna da Rússia, que era mãe de Nicolau II. Com isso, podemos atestar que George V e Nicolau II eram primos de primeiro grau, o que confirma ainda mais a ligação parental que as famílias tinham.


+Saiba mais sobre as famílias reais através das obras disponíveis na Amazon

O último tsar: Nicolau II, a Revolução Russa e o fim da Dinastia Romanov - https://amzn.to/2WpbqjG

Os Romanov: O fim da dinastia - https://amzn.to/2otO67Q

As Irmãs Romanov – A Vida das Filhas do Último Tsar - https://amzn.to/34f3IeD

Vitória, a rainha: Biografia íntima da mulher que comandou um Império - https://amzn.to/2Y80QOZ

Elizabeth I - O Anoitecer de um Reinado - https://amzn.to/37YWSg4

História concisa da Grã-Bretanha - https://amzn.to/2qcqSnA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W