Curiosidades » Religião

Aparições e milagres: O cadáver incorrupto de Santa Bernadette Soubirous

Há quase 150 anos, o corpo da santa francesa permanece intacto, intrigando a Igreja, as autoridades e atraindo turistas

Alana Sousa Publicado em 08/02/2020, às 07h00

Santa Bernadette Soubirous
Santa Bernadette Soubirous - Getty Images

Marie-Bernard Soubirous, conhecida como Santa Bernadette Soubirous, nasceu em 1844, em Lourdes, na França, mas ainda criança mudou-se com a família para Londres. Por ser muito pobre, a menina teve uma infância difícil, vivendo com os pais e os oito irmãos em um edifício abandonado.

Aos 14 anos Bernadette teve sua primeira visão espiritual. A jovem afirmou ter visto uma senhora iluminada dentro de uma gruta, que ficava nas margens do rio Gave. As aparições tornaram-se algo comum, até que a menina teve coragem de perguntar a identidade da mulher que a visitava.

“Eu sou a Imaculada Conceição”. Essa foi a reposta que Bernadette recebeu da senhora, e foi direto contar para o pároco local, Pe. Dominique. O religioso ficou espantado, pois a garota não possuía conhecimentos cristãos, era, inclusive, analfabeta. A possibilidade dela estar inventando uma experiência, parecia improvável.

Santa Bernadette Soubirous / Crédito: Wikimedia Commons

 

Investigações foram realizadas por parte da Igreja, que cada vez mais acreditava na veracidade da história. Conta-se que em um determinado momento, uma fonte de água brotou das mãos de Bernadette dentro da caverna, e continua a jorrar até os dias de hoje.

Foram inúmeros encontros com a Virgem Maria até sua morte, em 1879. Durante seus anos de vida, a mulher passou por interrogatórios, intimidações e assédio moral, até que decidiu se isolar em sua cidade natal. No Hospital das Irmãs da Caridade de Nevers, em Lourdes, Bernadette iniciou sua jornada como freira, em 1860.

Sua morte foi, em partes, determinada ainda na infância, quando contraiu cólera e asma. Aos 35 anos, a religiosa faleceu, devido à tuberculose. Foi então, quando sua vida ganhou outro rumo.

Cadáver incorrupto

Seu funeral foi realizado em 19 de abril de 1879, atraindo milhares de pessoas em um grande evento. Por causa dos relatos de milagres que foram atribuídos a Bernadette, em setembro de 1909, ocorreu uma exumação do corpo. A impressionante situação do cadáver, no entanto, era algo que ninguém esperava.

“O caixão foi aberto na presença do Bispo e do Prefeito de Nevers, seus principais representantes e diversos religiosos. Não notamos nenhum odor. O corpo estava vestido com o Hábito da Ordem a que pertencia Bernadette. O Hábito estava úmido. Apenas a face, mãos e antebraços estavam descobertos." "A cabeça estava inclinada para a esquerda. A face estava lânguida e branca. A pele estava apegada aos músculos e estes apegados aos ossos. As cavidades oculares estavam cobertas pelas pálpebras[...] Nariz dilatado e enrugado. Boca levemente aberta e se podia ver os dentes no lugar. As mãos, cruzadas sobre o peito, estavam perfeitamente preservadas, bem como suas unhas. As mãos seguravam um terço. Podia se observar as veias no antebraço”, escreveu Drs. David e Jordan, responsáveis por examina-la.

Cadáver incorrupto da Santa Bernadette Soubirous / Crédito: Getty Images

 

Passaram-se mais dez anos e outra exumação foi realizada, a situação do corpo de Bernadette ainda era mesma. Ninguém podia explicar o que causara o fenômeno. E a fama da religiosa apenas aumentava.

“O corpo não estava em putrefação nem decomposição, o que seria esperado como normal, após quarenta anos de seu sepultamento”, relatou os doutores Talon e Comte, com a presença do Bispo da cidade de Nevers, assim como do Comissário de Polícia e representantes da municipalidade e da igreja.

Com o Papa Pio XI à frente da Igreja Católica, a terceira e última exumação do cadáver foi ordenada, para assim o Santo Papa reconhecer a importância que Bernadette teria dentro da instituição religiosa. “Naquele momento, eu fiz a observação a todos os presentes de que eu não via aquilo como um fenômeno natural”, Dr. Comte escreveu sobre a análise final.

Em 8 de Dezembro de 1933, no dia da festa da Imaculada Conceição, Bernadette foi canonizada pelo líder religioso, passando a ser conhecida como Santa Bernadette Soubirous.

Uma caixa de cristal foi encomendada para abrigar o corpo da Santa. As freiras da Ordem de Lourdes passaram uma camada de cera em Bernadette. Seu corpo foi colocado na urna e, desde 3 de agosto de 1925 está exposta na Igreja de Saint Gildard, em Nevers, na França. Ponto turístico para fiéis e curiosos, que querem ver de perto o cadáver incorrupto da religiosa, mesmo 141 anos após sua morte.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo

Os santos que abalaram o mundo,  René Fülöp-Miller (2005) - https://amzn.to/2tHnnHE

Bernadette Soubirous, Marcelle Auclair (2013) - https://amzn.to/383srF7

Santos Da Nossa Vida (Box) (2017) - https://amzn.to/2S7aJLr

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.