Curiosidades » Brasil

Rebeliões, drogas e ataques: As 5 maiores facções criminosas no Brasil

Extremamente organizadas, elas atuam principalmente de dentro dos presídios e guerreiam entre si

Victória Gearini Publicado em 21/02/2020, às 15h00 - Atualizado às 21h00

Rebelião promovida pelo PCC
Rebelião promovida pelo PCC - Wikimedia Commons

1. CV (Comando Vermelho) 

Uma das facções criminosas mais antigas do Brasil é o CV (Comando Vermelho), que nasceu em 1979, no extinto presídio de Ilha Grande, no Estado do Rio de Janeiro. Embora Luiz Fernando da Costa, mais conhecido por Fernandinho Beira-Mar, negue sua participação, é apontado por autoridades como um dos principais líderes desta organização. Segundo informações cedidas pelo governo carioca, o Comando Vermelho atua, hoje em dia, em diversos outros estados, como: Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Roraima.

Decreto assinado pelo Comando Vermelho / Crédito: Divulgação

 

2. PGC (Primeiro Grupo Catarinense)

Considerada a maior facção criminosa do estado de Santa Catarina, o PGC (Primeiro Grupo Catarinense) comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico de dentro dos presídios. Ao todo, possui 14 líderes e é dividida em dois ministérios, sendo extremamente organizada. Além de atuar em SC, possui vínculos em outros estados brasileiros — Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul — e atua, ainda, na fronteira com o Paraguai, Bolívia e Peru.

3. PCC (Primeiro Comando da Capital)

De acordo com  o Ministério Público do Estado de São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital) é classificado com uma das maiores organizações criminosas do país. Criada em 31 de agosto de 1993, no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Taubaté, no interior de São Paulo, esta facção teve como principal líder Marco Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola. Um dos episódios mais emblemáticos envolvendo esta facção ocorreu em 2006, e ficou conhecido como “os crimes de maio”.  Ao todo, foram registrados mais de 251 ataques e mais de 73 rebeliões em presídios pelo país.

Rebelião promovida pelo PCC / Crédito: Divulgação

 

4. FDN (Família do Norte)

Nascida em 2006, a FDN (Família do Norte) foi criada a partir da união de dois traficantes que estruturaram a organização nos presídios federais. Segundo autoridades de Manaus, José Roberto Fernandes Barbosa é apontado como um dos principais líderes. Aliada ao Comando Vermelho, esta facção atua em pelo menos quatro Estados: Amazonas, Rondônia, Roraima e Ceará.

5. CRBC (Comando Revolucionário Brasileiro da Criminalidade)

Principal rival do PCC, o CRBC (Comando Revolucionário Brasileiro da Criminalidade) atua principalmente em Guarulhos, desde seu surgimento nos presídios paulistas, em 1999. Embora tenha uma estrutura menor que a do concorrente, CRBC já repercutiu ao planejar o resgate de dois presos em 2002. Hoje, atuam dentro de nove presídios, entre eles: o CDP 1 de Guarulhos, a penitenciária 1 de Andradina e o CDP 3 de Pinheiros. 


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras:

1. Comando Vermelho, de Carlos Amorim (2011) - https://amzn.to/32knS7q

2. Regime fechado: Histórias do cárcere, de Débora Driwin Rieger Zanini (2019) - https://amzn.to/2SIDY7E

3. A Guerra: a ascensão do PCC e o mundo do crime no Brasil, de Bruno Paes Manso e Camila Nunes Dias (2018) - https://amzn.to/2vPHtAc

4. Organização Criminosa, de Guilherme de Souza Nucci (2018) - https://amzn.to/32clgbz

5. Organização criminosa : nova perspectiva do tipo, de Antônio Sérgio Altieri de Moraes Pitombo (2009) - https://amzn.to/2vPoOnZ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.