Curiosidades » Folclore

Qual a origem da lenda do Cavaleiro Sem Cabeça?

Figura folclórica de traços medievais tem inspiração em macabra narrativa de santos católicos

André Nogueira Publicado em 14/08/2020, às 10h03

Cena do filme Sleepy Hollow (1999), de Tim Burton
Cena do filme Sleepy Hollow (1999), de Tim Burton - Divulgação/ Paramount Pictures

No folclore europeu, há uma figura mítica conhecida como o Cavaleiro Sem Cabeça, ou Headless Horseman, uma entidade que remete à Idade Média e com traços que sincretizam elementos medievais com modernos, de acordo com a versão contada.

Tradicionalmente, a imagem do mito é representada por um homem sem a cabeça e montado num cavalo, usualmente de cor mais escura e tons mais sombrios. Há lendas em que o Cavaleiro carrega junto a si sua cabeça, enquanto outras narram um homem completamente sem a parte do corpo ou mesmo em busca dela.

The Headless Horseman Pursuing Ichabod Crane, de John Quidor (1858) / Crédito: Wikimedia Commons

 

Sua imagem está diretamente associada à tradição dos cefalóforos, ou seja, os santos católicos que, numa tradição que remete aos gregos, têm como principal elemento de caracterização o fato de carregarem a própria cabeça com as mãos, após sofrerem com a decapitação. Em geral, essas figuras são retratadas em martírio.

As representações do Cavaleiro Sem Cabeça são diversas e já integram o circuito geral de reprodução técnica e artística: sua versão mais famosa é de 1949, com a animação As Aventuras de Ichabod e Sr. Toad, cujo crédito é da Disney.

Exemplo de cefaloforia no mundo clássico / Crédito: Wikimedia Commons

 

Também é conhecida uma versão desenvolvida pelo famoso diretor de cinema Tim Burton, que trouxe o Cavaleiro às telas em 1999, com Sleepy Hollow. Antes disso, algumas figuras relevantes do folclore anglófono contribuíram para o desenvolvimento dessa lenda, como Washington Irving, cuja obra serviu de base para as representações mais modernas do Cavaleiro Sem Cabeça, e Mayne Reid.

No conhecimento popular, o Cavaleiro é ainda anterior, tendo bases folclóricas imemoráveis. Na Irlanda, o dullahan, homem das trevas, carrega as mesmas características da personagem do conto de Irving, mas é muito mais associado à morte. Já na tradição literária inglesa, seu nome é Cavaleiro Verde e sua jornada começa após ser decapitado por Gawain, que protagoniza o poema em que a criatura aparece.


+Saiba mais sobre a Idade Média por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Idade Média: O que Não nos Ensinaram, de Régine Pernoud (2016) - https://amzn.to/2RtmFWV

Homens e mulheres da Idade Média, de Jacques Le Goff (2014) - https://amzn.to/2JXWK5O

História medieval, de Marcelo Candido da Silva (2019) - https://amzn.to/3b23lbh

A Idade Média. Nascimento do Ocidente, de Hilario Franco Jr. (2001) - https://amzn.to/2Vix1u1

História da Educação na Idade Média, de Ruy Afonso da Costa Nunes (2018) - https://amzn.to/3b23mMn

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W