Curiosidades » Curiosidades

De Bill Clinton a Anna Anderson: 10 mentirosos que entraram para a história

Desde fazer uma falsa alegação sobre a vida real ou, até mesmo, fotografar um suposto monstro matinho, a mentira não tem limites​ e está presente em nosso cotidiano

Simone Bitar Publicado em 01/04/2020, às 08h00

Bill Clinton e Monica Lewinsky
Bill Clinton e Monica Lewinsky - Wikimedia Commons

1. Richard Nixon

Tudo começou no dia 17 de junho de 1972, quando cinco homens foram presos após invadir a sede do Comitê Nacional Democrata no edifíco Watergate, em Washington, nos Estados Unidos.

Em uma investigação liderada pelo jornal Washington Post, Richard Nixon foi envolvido diretamente na investigação, que expôs documentos e dinheiro secreto. "Eu não sou bandido", declarou o político na época.

Com um impeachment a caminho, o ex-presidente norte-americano renunciou ao segundo mandato no dia 9 de agosto de 1974 após ser denunciado no escândalo de Watergate.


2. Bill Clinton

Monica Lewinsky e Bill Clinton / Crédito: Getty Images

 

O ex-presidente dos Estados Unidos se envolveu em um escândalo sexual com sua secretária Mônica Lewinsky. "Eu não tive relações com aquela mulher", disse o marido de Hillary Clinton a célebre frase no início de 1998. Mas um teste de DNA colhido da roupa de Mônica comprovou que Bill havia mentido sobre a relação entre os dois.


3. Lance Armstrong

Sete vezes campeão do Tour de France, o ex-ciclista norte-americano mentiu sobre o uso de anabolizantes para vencer as competições. "Eu nunca dopei", declarou o atleta durante entrevista para Larry King, na CNN, em 2005. Já em 2013 ele voltou atrás e admitiu o uso de substâncias ilegais nas provas que disputou após perder todos os seus títulos.


4. Victor Lustig

O francês ficou conhecido na história por ter sido o responsável por vender a Torre Eiffel, em Paris, no ano de 1925. Se passando por um funcionário da prefeitura, conseguiu negociar as 8 mil toneladas de ferro da torre alegando que o governo não conseguiria mais arcar com a manutenção do monumento poucos anos após o fim da Primeira Guerra Mundial. O comprador, Andre Poisson, com vergonha do mico, nunca o denunciou às autoridades. Mas em 1935 Lustig acabou preso e faleceu em 1947 na prisão de Alcatraz, nos Estados Unidos.


5. Anna Anderson

Olga, Maria, Nicolau II, Alexandra, Anastasia, Alexei e Tatiana / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1918, revolucionários bolcheviques executaram o czar russo Nicolau II, a imperatriz e seus cinco filhos. Mas Anastasia, a filha mais nova, teria escapado da morte. Em 1938, Anna Anderson entrou na justiça para provar que era ela a herdeira legítima (e foragida) do czar. A reivindicadora faleceu em 1984 e um teste póstumo de DNA revelou que Anna não tinha nenhum parentesco com os Romanov. Ela era, na realidade, uma operária polonesa chamada Franzisca Schanzkowska.


6. Frank Abagnale

O charlatão norte-americano teve sua vida retratada no filme Prenda-me Se For Capaz, de 2003, com direção de Steven Spielberg. Ele iniciou a ''carreira'' no crime na década de 1960 passando cheques sem fundo, depois se passou por piloto de avião para realizar viagens de graça pelo mundo e até atendeu como médico pediatra em um hospital nos EUA. Preso em 1969 na França, ele cumpriu pena até 1974 e, desde então,  atua como consultor de segurança e anti-fraudes.


7. Marcelo Nascimento da Rocha

A versão brasileira de Frank Abagnale também teve sua vida de trambiqueiro retratada no filme VIPs - Histórias Reais de um Mentiroso, de 2011.  O golpista já se passou por Henrique Constantino, filho do dono da empresa aérea Gol, e curtiu um pré-Carnaval em Recife no maior clima de ostentação. Ele chegou a dar uma entrevista para Amaury Jr. na TV relatando os planos de expansão para a empresa de aviação.

Marcelo VIP, como é conhecido, já foi condenado por diversos crimes, como associação ao tráfico, roubo de avião, estelionato e falsidade ideológica. Já foi preso em 12 estados diferentes e fugiu nove vezes. Sua mais recente prisão aconteceu em 2018, após apresentar atestados falsos para a progressão do regime de prisão semiaberto.


8. PT Barnum

O apresentador Phineas Taylor Barnum enganou milhares de  pessoas em 1835 ao inventar ''a babá de 161 anos de George Washington''.  Joice Heth ficou conhecida do grande público norte-americano após aparecer em diversas reportagens em jornais da época. Mas tudo caiu por terra após sua morte: uma biópsia apontou que ela não tinha mais do que 80 anos.


9. Charles Dawson e Arthur Smith Woodward

O homem de Piltdown, uma fabricação inteligente de um ancestral humano, virou sensação no início do século 20. Em 1912, Charles Dawson, um entusiasta de fósseis, e seu colaborador Arthur Smith Woodward, geólogo do Museu Britânico de História Natural, anunciaram a descoberta de fragmentos de crânios semelhantes a humanos e um queixo símio de uma pedreira próxima a Piltdown, na Inglaterra. 

Mas o homem de Piltdown, inicialmente descrito como o elo perdido que ligava o macaco ao humano, era uma fraude: os ossos foram manchados para ficarem parecidos a antigos fósseis, e os dentes de um orangotango haviam sido recolhidos para parecer de humanos.


10. Marmaduke Wetherell

Fotografia do suposto monstro do Lago Ness / Reprodução

 

O cineasta britânico Marmaduke Wetherell fez seu enteado construir o monstro do Lago Ness de um submarino de brinquedo usando uma mistura de madeira e plástico para a cabeça. O resultado da brincadeira apareceu em uma fotografia falsificada de 1934 — que corroborou ainda mais com a lenda do bicho visto pela primeira vez há séculos.


+Saiba mais sobre fake news através das obras abaixo

Como Não Ser Enganado Pelas Fake News, Januaria C. Aidar, Flavia & Alves (2019) - https://amzn.to/33nmp0C

Fake News - Quando os Jornais Fingem Fazer Jornalismo, Cristian Derosa, Marlon Derosa (2019) - https://amzn.to/2Qnvilv

Os engenheiros do caos: Como as fake news, as teorias da conspiração e os algoritmos estão sendo utilizados para disseminar ódio, medo e influenciar eleições, Giuliano da Empoli (e-book) - https://amzn.to/2vyw8oo

Fake News. A Conexão Entre a Desinformação e o Direito, Diogo Rais (2018) - https://amzn.to/2U8QfSg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W