Curiosidades » Religião

Santos incorruptos: 10 cadáveres sagrados que nunca se decompõem

O fenômeno raro é tido como milagroso por religiosos. Confira algumas entre as santidades que resistem ao tempo e desafiam nossos conhecimentos

Redação Publicado em 05/06/2020, às 08h00

São Vicente de Paulo
São Vicente de Paulo - Wikimedia Commons

Algumas vezes, os santos canonizados pela Igreja Católica têm seus corpos incorruptos, ou seja, eles ficam conservados por mais tempo que a maioria. Quando isso acontece, esses corpos são geralmente expostos em igrejas por trás de um vidro e se transformam em local de peregrinação de muitos fiéis.

Listamos, aqui, dez desses corpos muito bem conservados de santos católicos.

1. Santa Bernadette de Lourdes

Crédito: Wikimedia Commons

 

Entre fevereiro e julho de 1858, a santa de Lourdes, na França, reportou dezoito aparições de uma Mulher. Não foi levada a sério num primeiro momento, mas depois a Igreja Católica resolveu abrir uma investigação para canonizá-la.

Principalmente porque, após sua morte, em 1879, seu corpo permaneceu incorruptível, tornando o templo de Lourdes um lugar de peregrinação que atrai milhões de católicos todo ano.


2. São João Vianney

Crédito: Wikimedia Commons

 

São João Batista Maria Vianney, o Cura de Ars, na França, virou o padroeiro dos párocos pelo seu trabalho espiritual na paróquia da comunidade onde vivia. Morreu em 1859 e seu corpo permanece intacto, exposto na Igreja de Ars, onde dedicou grande parte da sua vida.


3. Santa Teresa Margarida

Crédito: Wikimedia Commons

 

A Santa não é muito conhecida fora da Ordem dos Carmelitas, da qual fez parte. Dedicou a vida à fé e à oração. Morta em 1770 com apenas 22 anos, seu corpo está exposto no Monastério Carmelita em Florença, Itália.


4. São Vicente de Paulo

Crédito: Wikimedia Commons

 

O santo viveu na França no século 17. Era teólogo graduado. Foi sequestrado por piratas turcos e vendido como escravo em Tunis. Foi libertado após converter seu dono para o cristianismo, retornando à França, onde serviu como padre e pároco até o fim de sua vida em 1660.

O corpo foi encontrado incorrupto 52 anos depois de sua morte, porém, inundações no lugar acabaram deteriorando-o. Uma réplica de cera está exposta numa igreja em Paris.


5. São Silvan

Crédito: Wikimedia Commons

 

Não se sabe muito sobre esse santo, apenas que ele foi um mártir. Morto por volta do ano 350, seu corpo incorrupto ainda está exposto na Croácia, mais de 1.600 anos depois.


6. Santa Verônica Giuliani

Crédito: Wikimedia Commons

 

Morta em 1727, Giuliani foi uma mística que viveu no ducado de Urbino, onde hoje é a Itália. Reza a lenda que com apenas 18 meses de vida, disse a um homem que vendia óleo com medidas falsas: “faça a justiça, pois Deus te vê”.


7. Santa Zita

Crédito: Wikimedia Commons

 

A padroeira dos serventes viveu na Toscana, Itália, de 1212 a 1272. Seu corpo foi exumado em 1580 e descobriu-se incorrupto, mas foi passando por processos de mumificação. O corpo intacto ainda está exposto na Basílica de São Frediano, em Lucca, na Itália


8. Dom Bosco

Crédito: Wikimedia Commons

 

O padroeiro de Brasília tem seu corpo, ironicamente, incorrupto. Foi um padre católico e renomado educador, que pregava a educação pelo amor e não pela punição. Fundou a ordem dos salesianos. É considerado o “Pai e Mestre da Juventude”. Morreu em 1888.


9. Papa Pio IX

Crédito: Wikimedia Commons

 

Morto em 1878, seu período como Papa durou 31 anos. Inicialmente eleito por cardeais de alas mais liberais e moderadas da Igreja Católica, tornou-se conservador com o passar do tempo, principalmente após ser deposto como líder dos Estados Papais nas Revoluções de 1848.


10. Papa João XXIII

Crédito: Wikimedia Commons

 

O 261º Papa assumiu o posto em 1958, mas morreu apenas 5 anos depois, em 1963. Seu corpo está conservado e exposto ao público na Basílica de São Pedro, mas existem teorias e controvérsias que dizem que a não decomposição não é natural, mas sim um processo de embalsamento.


+Saiba mais sobre o tema através de importantes obras

História do cristianismo: Uma obra completa e atual sobre a trajetória da igreja cristã desde as origens até o século XXI, Bruce Shelley (2018) - https://amzn.to/2NEttQi

Cristianismo puro e simples, C. S. Lewis (2017) - https://amzn.to/34UUg0b

Jesus: Aproximação histórica, José Antonio Pagola (2011) - https://amzn.to/33J4hOc

Jesus, David Flusser (2010) - https://amzn.to/33DcXWc

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W