Curiosidades » Era Vitoriana

Era Vitoriana: Quando ninguém sorria para as fotos

Nos séculos 19 e 20 as pessoas não sorriam quando eram fotografadas, e existe uma peculiar razão por trás disso

Alana Sousa Publicado em 17/10/2019, às 07h00

None
- Wikimedia Commons

Em meados de 1840, a fotografia se tornou uma prática popular entre os mais ricos. As famílias que possuíam mais dinheiro procuravam profissionais para registrar momentos únicos. No entanto, um detalhe peculiar se mostra ser um padrão em todas as imagens: ninguém está sorrindo.

Hoje, somos acostumados a ver fotos de pessoas fazendo poses inusitadas, esboçando sorrisos e fazendo gestos espontâneos, em diversas situações do cotidiano. Isso se dá, principalmente, pela facilidade e praticidade com a qual essas imagens podem ser capturadas.

No fim do século 19 e ao longo do século 20, as dificuldades eram maiores, e a razão por trás das fotografias com pessoas sérias é o tempo de exposição. Quem se sujeitava a ser fotografado precisava ficar em uma posição imóvel por vários minutos, logo, era mais prático fazer uma pose mais natural do que segurar um espontâneo sorriso.

Os equipamentos antigos exigiam um longo tempo para que a foto capturada fosse revelada, se o fotografado se mexesse a imagem ficaria embaçada. Em alguns casos, o fotógrafo colocava até mesmo suportes para manter o modelo no lugar certo.

Confira algumas imagens da Era Vitoriana que exemplificam tal hábito.

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

 

Crédito: Wikimedia Commons

Saiba mais sobre a Era Vitoriana através das obras abaixo:

A Era Vitoriana, Élio Chaves Flores e Iris Helena Guedes (2000)

link- https://amzn.to/2MKJBxT

Vitória, a rainha: Biografia íntima da mulher que comandou um Império, Julia Baird e Denise Bottmann (2018) 

link- https://amzn.to/33Df4cg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível de produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.