Curiosidades » Austrália

Little Lon: A Zona da Luz Vermelha da Era Vitoriana

O antigo bairro tinha uma má reputação em Melbourne por abrigar prostíbulos, cortiços e negócios considerados "sujos"

Tatiana Bandeira Publicado em 20/03/2020, às 11h00

Representação de prostitutas por Henri de Toulouse-Lautrec (1894)
Representação de prostitutas por Henri de Toulouse-Lautrec (1894) - Wikimedia Commons

No século 19, quando morar na Austrália era uma alternativa à pena de morte para quem vivesse no império britânico, o Little Lon era a área mais "divertida" de Melbourne, hoje a segunda maior cidade do país. Lá funcionavam prostíbulos, cortiços e todo o tipo de negócio visto como execrável. 

Buscas feitas por arqueólogos realizadas em 2017 revelaram relógios de bolso, garrafas, broches, moedas chinesas, porcelana antiga, dispositivos contraceptivos (anéis de osso que podem ter sidos usados como partes de diafragma) e cachimbos de cerâmica com desenhos eróticos que provavelmente eram usados pelas cafetinas e cafetões dos bordéis. A maioria dos materiais é originária de descarte de lixões, poços de detritos e esgotos do período entre 1850 e 1880. 

A área de Little Lon teve movimento intenso até 1847. No século 19, abrigava tudo, desde um pub até um albergue, pequenas casas, uma fábrica, uma sala de missão para apoiar mulheres a uma sala de dança.

Jeremy Smith, arqueólogo chefe da Heritage Victoria, compara a região com um bairro boêmio moderno: “Se você visitar uma rua em St Kilda no finalzinho da tarde encontra barzinhos da moda e coisas assim. Mas se você for lá tarde da noite, as características do lugar mudam e as mais ‘insalubres’ atividades começam a ganhar lugar’. Em Little Lon tivemos famílias, negócios respeitáveis, imigrantes e também esse reduto".

Alguns dos objetos encontrados na escavação realizada em 2017 / Crédito: Divulgação

 

"Havia essa sensação de que esta era uma favela, o cortiço de Melbourne, era a zona de prostituição de Melbourne. Mesmo que as pessoas vivessem em condições precárias individualmente, algumas gastavam dinheiro em coisas que eram bastante decorativas para ter um pouquinho de luxo no dia a dia", explica. 

Segundo os arqueólogos, Little Lon era um “lugar de oportunidades” para negócios, visitado por chineses indianos, sírios, franceses, alemães, americanos e britânicos — o que não é muito diferente das casas de prostituição atuais. 

"Mesmo em Roma, Atenas ou em Londres, é muito difícil encontrar achados arqueológicos da primeira fase de povoação de Melbourne. Quando converso com arqueólogos estrangeiros, todos conhecem Little Lon e sabem sobre este sítio, porque é muito raro que um local inteiro tenha sido investigado com tanto detalhe", disse ele.


+ Saiba mais sobre a sexualidade através dos anos com os livros abaixo:

Prazeres e pecados do sexo na história do Brasil, Paulo Sérgio do Carmo (2019) (eBook) - https://amzn.to/2Z3s0qD

O Livro do Amor, Regina Navarro Lins (2012) - https://amzn.to/38QZj4D

Momentos Na História Da Sexualidade, Jan Bremmer (2009) - https://amzn.to/2rKlEjT

História da sexualidade, Michel Foucault (2014) - https://amzn.to/34Bkbd6

Schiele, Egon Schiele (2006) - https://amzn.to/3ahhfWZ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du