Curiosidades » Personagem

Há exatos 584 anos, Ana Bolena tinha sua vida ceifada após um julgamento controverso

Acusada de adultério e bruxaria, o corpo da esposa de Henrique VIII teve um destino enigmático

Fabio Previdelli Publicado em 19/05/2020, às 06h00

Retrato que mostra Ana Bolena
Retrato que mostra Ana Bolena - Wikimedia Commons

Ana Bolena teve um ano muito difícil em 1536. Primeiro, quando estava grávida, descobriu que seu marido estava tendo um caso com Joana Seymour, uma de suas damas de companhia. Alguns acreditam que o choque ao descobrir a traição, fez com que Ana sofresse um aborto espontâneo no início de fevereiro.

O nascimento do menino salvaria sua vida, no entanto, como ela não conseguiu produzir um herdeiro masculino para o trono, seu marido decidiu substituí-la. Ana se viu presa na Torre de Londres em 2 de maio, acusada de adultério e incesto. Seu casamento foi anulado no dia 17 daquele mês e ela seria decapitada dois dias depois.

Para acrescentar todo o insulto moral que passou, ninguém ao menos se deu ao trabalho de enterrá-la dignamente. Embora a execução em si tenha sido meticulosamente planejada, ninguém se deu conta que não havia um caixão para o corpo, a ficha só caiu com o rolar da cabeça de Ana.

Depois de um tempo, um velho saco de flechas foi utilizado para enfiar o cadáver. Ela e o irmão foram então enterrados em um túmulo não marcado em frente ao altar da Capela Real de São Pedro ad Vincula, e seria completamente esquecida pelos próximos 300 anos. Somente com um reparo na Torre, em 1876, que Ana, talvez, tenha ressurgido.

Alguns ossos foram descobertos sob o altar durante as reformas. Eles pertenciam a uma mulher entre 25 e 35 anos de idade que teve sua cabeça decapitada, muitos acreditam que seria Ana. No entanto, Henrique VIII descartou sua quinta esposa, Catarina Howard, da mesma maneira e jogou seu cadáver sob a pilha de corpos acumulados sob o altar. Outas mulheres foram decapitadas e enterradas no mesmo lugar, incluindo Margaret Pole, Joana Gray e a viscondessa de Rochford.

Retrato de Ana Bolena / Crédito: Wikimedia Commons

 

Apesar de cinco mulheres sem cabeça terem sido enterradas no local, apenas quatro corpos foram descobertos — os restos mortais de Catarina Howard aparentemente desapareceram. Independente da incerteza, a rainha Vitória exumara os corpos e os colocou em caixões individuais. Assim receberam um enterro apropriado embaixo do altar.

Porém, como nenhum teste de DNA foi feito nos corpos, muitos ainda não acreditam que o corpo de Ana Bolena tenha sido realmente encontrado, e que os restos possam pertencer a outra pessoa e, ainda assim, ter sido creditado a ela. O que corrobora com a teoria de que ela e seus parentes tenham sido sepultados em um outro lugar.


+Saiba mais sobre a Dinastia Tudor através de importantes obras

Os Ultimos Dias de Henrique VIII Conspirações, traições e heresias na corte do rei tirano, de Robert Hutchinson - https://amzn.to/2S4ZnYD

A herança de Ana Bolena, de Philippa Gregory - https://amzn.to/2Q0V3XY

As seis mulheres de Henrique VIII (edição de bolso), de Antonia Fraser - https://amzn.to/2PVKJjD

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W