Curiosidades » Coreia do Sul

Por que na Coreia o sobrenome vem antes do nome?

O diferente costume oriental causa confusão para a população ocidental

Diana Rodrigues Publicado em 27/02/2020, às 07h00

Kim Jong-un e sua esposa Ri Sol-ju
Kim Jong-un e sua esposa Ri Sol-ju - Getty Images

Dentro da cultura ocidental, estamos acostumados a encontrar pessoas com nomes grandes, compostos, e muitas vezes sem grandes significados. Os sobrenomes são, normalmente, herdados de ambos os pais, e acabam seguindo uma ordem imposta culturalmente como nome, sobrenome da mãe e sobrenome do pai.

Entretanto, na Coreia e em alguns outros países asiáticos essa regra é completamente diferente. Na cultura coreana, por exemplo, é costume que primeiro venha o sobrenome, para que todos saibam de que família você pertence, e depois o nome, nunca ultrapassando as três ou quatro sílabas.

Alguns dos nomes mais populares são Kim, Park, Lee e Choi, que são ligados a períodos históricos e associados a diferentes lugares do país. Cada um faz relação a um clã diferente, ou shijok, que são grupos unidos por terem algum grau de parentesco ou um ancestral em comum.

Família Kim. Em baixo, esq. para dir.: Kim Jong-il; Kim Jong-nam. Em cima, esq. para dir.: Sung Hye-rang; Lee Nam-ok; Lee Il-nam. Foto de 1981 / Crédito: Divulgação/Twitter

 

Nos casamentos, as mulheres continuam com o nome de sua família, porém, não o passam para seus filhos, que herdam somente o nome do pai. Além disso, também durante o matrimônio, elas passam a pertencer ao clã de seus maridos, e não mais ao seu de origem.

Quando um novo homem nasce na família ele se torna o responsável pela nova geração do clã. Desse jeito, o pai do novo menino deve escolher um novo nome que também será herdado pelos próximos membros daquela geração, sempre carregando algum significado.


+Saiba mais sobre a Coreia do Sul com as obras abaixo:

Coreia do Sul: Políticas Industriais, Comerciais e de Investimentos, Gilmar Masiero e José Ernani de Carvalho Pacheco (2014) - https://amzn.to/32wTdDH

Coreia do Sul: Visões Latino-Americanas - Coleção Relações Internacionais, Henrique Altemani de Oliveira e Gilmar Masiero (2009) - https://amzn.to/2wIGx0K

Coréia: O Novo Japão? - Estrutura, Estratégia E Táticas Que Explicam Seu Crescente Êxito Como Potência Industrial, T. W. Kang (1990) - https://amzn.to/2VtpTwv

Brasil E Coreia Do Sul: Os (Des)Caminhos Da Industrializacao Tardia, Otaviano Canuto (1994) - https://amzn.to/32upICA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. ​