Curiosidades » Brasil

Quando Rod Stewart plagiou um hit de Jorge Ben Jor — e fez ainda mais sucesso

O cantor escocês veio ao Brasil durante um carnaval e o marcante som de Jorge Ben não saiu de sua cabeça, e nem de seu repertório

Caio Tortamano Publicado em 25/02/2020, às 11h00

Jorge Ben Jor (esq.) teve sua música plagiada por Rod Stewart (dir.)
Jorge Ben Jor (esq.) teve sua música plagiada por Rod Stewart (dir.) - Wikimedia Commons

Era fevereiro de 1978, e a maior festa do mundo acontecia na cidade do Rio de Janeiro. O carnaval sempre atraiu o olhar de pessoas famosas e influentes, e, naquele ano, o evento chamou a atenção de três cantores famosos que vieram ao Brasil curtir o evento. Eram eles Freddie Mercury, Elton John e Rod Stewart.

Certamente, o trio aproveitou muito a Cidade Maravilhosa, e curtiram ao bom som das paradas de sucesso do país. Relançada pouco antes, em 1976, estava uma das famosas canções de Jorge Ben Jor, Taj Mahal, que celebrava o amor do príncipe Shah-Jehan pela princesa Mumtaz Mahal.

O que ninguém esperava era que a música fosse fazer tanto sucesso com Stewart. Um ano depois, o escocês explodiu nas listas de mais tocadas pelo mundo com a música Da Ya Think I’m Sexy?. Trazendo um ritmo bem disco dos anos 70, a música chegou a entrar na lista das 500 maiores músicas de todos os tempos da revista Rolling Stone.

A dançante música não teria nenhum problema, se o refrão não fosse muito parecido com o de Ben Jor. A produtora do cantor brasileiro entrou com um pedido na Justiça em razão dos direitos autorais da música de Rod Stewart.

O caso gerou muita repercussão na mídia, e as emissoras brasileiras logo entraram na história em defesa do produto nacional. O Fantástico realizou uma matéria colocando Rod Stewart como o vilão da história. Não por menos, as músicas eram muito semelhantes — para não dizer iguais — e até um maestro foi utilizado para comparar as notas presentes nas melodias.

Capa do disco de estrondoso sucesso de Rod Stewart / Crédito: Wikimedia Commons

 

Sem muito ao que recorrer, Rod e Jorge entraram em comum acordo e fizeram um trato pacífico. Stewart doou todos os lucros que conseguiu com a música — que definitivamente não foram poucos — à UNICEF.

Em sua autobiografia, Rod Stewart confessou ter plagiado a melodia de forma inconsciente. Segundo ele, “Taj Mahal, de Jorge Bem, tocava o tempo todo, e obviamente a melodia se alojou na minha memória, e emergiu quando comecei a fazer a música. Puro e simples plágio inconsciente.”


+ Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo:

Rod, a autobiografia, Rod Stewart (2012) - https://amzn.to/2PpUpDA

Que maravilha – Jorge Ben Jor, Francisco Silva (2018) - https://amzn.to/3a3oaSz

Ben Jorge contra-ataca o suco de Jorge e outros poemas, Leonardo Ben (2018) - https://amzn.to/2SZTI6h

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.