Curiosidades » Personagem

Disney On Ice: A bizarra teoria de que Walt Disney teria congelado seu corpo para revivê-lo anos depois

A teoria foi levantada semanas depois de sua morte, em 1966, e alimenta o imaginário popular até os dias de hoje

Caio Tortamano Publicado em 03/03/2020, às 09h00

Walt Disney deitado na rede
Walt Disney deitado na rede - Getty Images

Um rumor no mínimo estranho permeou a morte do lendário desenhista e empresário Walt Disney desde o momento de seu falecimento. Uma suposta teoria afirmava que o corpo do homem teria sido, na verdade, congelado em uma câmara criogênica para ser revivido no futuro.

Quando essa história teve começo não se sabe ao certo, mas se tem a notícia de um repórter de um tabloide americano que, semanas depois da morte de Disney, em dezembro de 1966, se infiltrou no hospital em que ele teria morrido e teria visto o corpo do mesmo em um cilindro de metal.

Em 1969, duas revistas — uma francesa e outra americana — levaram os rumores adiante, afirmando, inclusive, que ele voltaria a vida em 1975. A mais absurda das acusações, entretanto, foi a de que Walt Disney estaria supostamente congelado em um freezer debaixo da atração dos Piratas do Caribe, na Disneylândia.

Walt era um entusiasta de ficção científica, e as pessoas conectaram esse seu fascínio com um plano mirabolante para retardar o processo doloroso que estava sendo o seu câncer no pulmão, “recompensa” por anos de consumo de cigarros e cachimbos. Os mais conspiracionistas relacionam a teoria ao livro The Prospect of Imortality, de Robert Ettinger, considerado o Pai da Criônica.

Walt Disney / Crédito: Wikimedia Commons

 

Durante o último ano de sua vida, a saúde dele se debilitou de maneira veloz. Os fãs — preocupados com a feição visivelmente debilitada que o homem ia adquirindo ao passar dos episódios de seu programa semanal, o Walt Disney’s Wonderful World of Color —, mandavam cartas para a produção do show.

Não existe, entretanto, nada concreto que sugira de fato que Disney foi congelado. Sua filha, Diane, escreveu em 1972 que era a mais absoluta mentira que seu pai desejasse ser congelado, e duvidou, inclusive, que ele um dia tenha ouvido falar do processo de criogenia.

Walt Disney foi cremado dois dias depois de ter morrido, e a urna crematória com suas cinzas foi depositado no mausoléu da família na Califórnia. A cerimônia foi pequena e exclusiva, reservada para sua esposa, Lillian, as filhas dos dois e os respectivos maridos e filhos.


+ Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo:

Walt Disney: O triunfo da imaginação americana - 3ª Edição, de Neal Gabler (2020) - https://amzn.to/2IbPgLt

O jeito Disney de encantar os clientes: Do atendimento excepcional ao nunca parar de crescer e acreditar, de Disney Institute (2012) - https://amzn.to/2wjkcH8

Segredos de Walt Disney: Histórias Inéditas, Não Oficiais, Sem Censura E Não Autorizadas Sobre O Reino Mágico, de Jim Korkis (2015) - https://amzn.to/38bYx0E

Você Conhece Walt Disney?, de Whitney Stewart e Nancy Harrison (2015) - https://amzn.to/3aiQYqv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.