Curiosidades » Religião

Isolados do mundo: 5 fatos sobre os Amish

A imagem dos Amish é muito relacionada ao fato de não adotarem tecnologias atuais, mas existem diversas outras coisas curiosas a seu respeito

Caio Tortamano Publicado em 21/07/2020, às 19h00

Família amish andando de carroça
Família amish andando de carroça - Wikimedia Commons

1. Origem

Os Amish são um grupo religioso cristão que apresenta costumes ultraconservadores, como a total independência de equipamentos eletrônicos, tais como celulares, televisores, rádios ou mesmo carros. Tudo começou com o suíço Jacob Amman, que, em 1693, abandonou a religião menonita para levar um grupo de apoiadores para os Estados Unidos, fugindo do serviço militar.

Muitos grupos Amish que chegavam na América, porém, se viam seduzidos com um estilo de vida diferente do pregado pela crença, e abriam mão de sua identidade. Essas questões foram tratadas em conferências ministeriais anuais que aconteceram depois de 1850, quando já estavam firmados em maioria no país.


2. Comunicação

Vindos de uma parte da Suíça próxima a Bavária, os Amish falam entre si uma espécie de dialeto em alemão com influências suíças e inglesas, criando uma língua bem característica do grupo. 

Porém, seria impossível qualquer interação com o mundo exterior — por mais que não sejam frequentes — sem que eles falassem inglês (carregado de sotaque), fazendo com que sejam um grupo essencialmente bilíngue.

Por mais que não utilizem quase nenhuma tecnologia, é permitido que os Amish tenham celulares, contanto que os aparelhos sejam utilizados todos fora das casas e para fins comerciais.


3. Educação

As crianças Amish estudam em escolas exclusivas até o oitavo ano de suas formações — algo em torno dos 16 anos de idade. Nessas escolas eles aprendem matemática, inglês e alemão, as matérias necessárias para que iniciem os trabalhos que adultos realizam e para os ajudar com o comércio.

Depois disso, elas simplesmente não são mais permitidas a frequentar aulas — muito menos o ensino superior. Porém, é permitido que as crianças abandonem os estudos antes disso, mesmo que isso não seja legal para outras pessoas no país. Uma decisão da Suprema Corte americana garantiu aos Amish a possibilidade de largar os estudos antes, uma vez que a tradição religiosa era muito anterior às leis educacionais em vigor no país.


4. Rumspringa 

Ao final da idade escolar, aos 16 anos, o adolescente Amish passa por um ritual chamado Rumspringa, que, em tradução livre quer dizer correr por aí. Nesse momento, é permitido ao jovem que entre em contato com o mundo exterior, autorizando ele a experimentar bebidas, ir em festas e até mesmo namorar pessoas de fora da comunidade.

Essa é a decisão final que define se eles irão fazer parte da comunidade ou não, e cabe totalmente ao jovem. Caso queiram continuar com o estilo de vida religioso, permanecem nos vilarejos e são batizados.

Por mais que seja uma tradição com regras rígidas, os Amish não são nada autoritários, e pregam o pacifismo acima de tudo. A filosofia aparentemente dá certo, uma vez que mais de 80% dos jovens voltam para o batismo.


5. Subsistência

Cada fazenda da comunidade tenta produzir o que necessita, mas elas não são autossuficientes e negociam com o mundo externo. Assim, em pequenas lojas familiares, os Amish vendem móveis, colchas e comidas típicas. Parte dos ganhos é doada para a compra de terras coletivas.

Fazenda amish localizada próximo à cidade de Morristown, Nova Jersey / Crédito: Wikimedia Commons

 

Os itens mais comprados pelos amish fora do círculo cultural deles são farinha, sal e açúcar, mais difíceis de produzir em quantidades necessárias sem o auxílio de máquinas pesadas e tecnológicas. A alimentação deles consiste em carne, tubérculos e massas, de produção própria na maior parte.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Como A Igreja Católica Construiu A Civilização Ocidental, de Thomas E. Woods Jr (2017) - https://amzn.to/2ya3872

Cartas à igreja, de Francis Chan (2019) - https://amzn.to/3b1iBFk

Box Heróis da Igreja, de Al Truesdale (2020) - https://amzn.to/3cdOQ4l

O livro das religiões, de Vários Autores (2016) - https://amzn.to/3c2VJFe

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W