Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Amber Heard

Johnny Depp contra Amber Heard: disputa judicial tira recorde brasileiro

Disputa judicial entre Johnny Depp e Amber Heard chegou ao fim nesta quarta-feira, 1°, com um dado surpreendente

Redação Publicado em 01/06/2022, às 20h05

Amber Heard saindo do tribunal nesta quarta-feira, 1° - Getty Images
Amber Heard saindo do tribunal nesta quarta-feira, 1° - Getty Images

A live da Rainha da sofrência, Marília Mendonça, que em 2020 bateu recorde de visualizações ao vivo, foi ultrapassada pela transmissão do julgamento de Johnny Depp contra Amber Heard.

Em meio à pandemia, em 2020, a contora Marília Mendonça atingiu a marca de 3,3 milhões de visualizações em sua live. Acontecimento que virou notícia até mesmo no New York Times.

Até a última quarta-feira, 1º, a live da Rainha da Sofrência era a mais assistida em todo o mundo, até seu recorde ser quebrado pelo polêmico caso Johnny Depp x Amber Heard. Foram 3,6 milhões de visualizações. 

O julgamento que ocorreu no Tribunal do Condado de FairFax, no estado de Víginia no norte dos EUA, teve Heard presente e Depp através de uma videochamada, já que o ator estava na Inglaterra para fazer um show com Jeff Beck

Transmissão mais assistida do mundo

O caso foi transmitido ao vivo nessa quarta-feira e teve como veredito a derrota de Amber Heard. A atriz terá que pagar uma indenização de US$ 15 milhões a Depp que deve à US$ 2 milhões, ambos por difamação.

Em 2018, em um artigo para o jornal "Washington Post", ela alegou que o ator a agredia fisicamente. Com um machucado em sua bochecha ela apareceu no tribunal o acusando de assédio doméstico. Depp negou as acusações e disse que Ambercortou seu dedo o atingindo com uma garrafa.

Tribunal do Condado FairFax /Crédito: Divulgação/Youtube/UOL

Johnny Depp acusou Amber Heard de difamação movendo uma ação de US$ 50 milhões contra a atriz, e ela em resposta, moveu uma ação de US$ 100 milhões contra ele, o condenando por classificar suas acusações como mentirosas.