Curiosidades Mitologia

Kumbhakarna: o honrado monstro

Apesar de sua fome e seu sono, personagem de Ramayana era uma criatura perspicaz lutando do lado errado

quinta 1 novembro, 2018
Kumbhakarna foi derrotado por Rama, seu irmão Lakshmana, e os deuses macacos
Kumbhakarna foi derrotado por Rama, seu irmão Lakshmana, e os deuses macacos Foto:

Nem sempre estar do lado dos malvados quer dizer ser desprezível. Na mitologia hindu, Kumbhakarna era um rakshasa, um demônio (ou ogro), uma espécie canibal que vivia em guerra com os devas, os deuses benignos. Mas ainda assim era um sujeito até que bem decente. Tanto que chamou a atenção do deus supremo Brahma, parte da trindade criadora hindu, com Vishnu e Shiva, o grupo acima dos devas. Após realizar um ritual de penitência hindu, o yajna, Brahma decidiu conceder a Kumbhakarna uma dádiva.

Com inveja, os devas sabotaram sua audiência com o Supremo. A deusa da sabedoria Saraswati fez sua língua se enrolar. O gigante queria pedir por Indraasana – o assento de Indra, o deus do trovão. Com maldição de Saraswati, pediu por Nidraasana – uma cama. Seu desejo foi concedido e ele passou a dormir por seis meses seguidos. 

Notícias Relacionadas

Em meio a um desses sonos, seu irmão Ravana decidiu sequestrar a esposa do príncipe Rama, o sétimo avatar, isto é, encarnação humana, do supremo Vishnu. O que causou uma guerra entre os rakshasas contra os humanos e seus deuses.

Em meio ao confronto, temendo a derrota, Ravana decidiu acordar o irmão. Só conseguiu após 10 mil elefantes passarem sobre ele. Levantando num péssimo humor, Kumbhakarna, como de costume, devorou os homens à sua volta. Ouviu então a explicação de seu irmão para a guerra. E não concordou: tentou convencê-lo a devolver a princesa, pois sua causa era injusta. Não conseguiu e, por pura fidelidade fraternal, moveu sua gigantesca e rotunda forma para o campo de batalha. Mas não sem antes se embebedar, quem sabe para esquecer que estava no lado errado.

O gigante aniquilou o exército de Rama, inclusive entidades sobrenaturais que se aliavam a ele, como os deuses-macacos Hanuman e Sugriva. Mas o príncipe tinha uma arma secreta: a brahmastra, um arco feito pelo próprio Brahma, capaz de aniquilar vastos territórios e transformar florestas em desertos – algo como uma arma nuclear divina. 

Kumbhakarna foi partido em dois, caindo como uma árvore. Perdendo as esperanças, logo seu irmão Ravana teria o mesmo destino.

Redação AH


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais