Curiosidades » Entretenimento

Ligações na madrugada e desabafos: A curiosa amizade de Lady Di com Michael Jackson

O Rei do Pop se encontrou com a Princesa de Gales apenas em uma ocasião, no entanto, a troca de telefonemas marcou a amizade dos ícones

Wallacy Ferrari Publicado em 27/09/2020, às 09h00

Michael ao lado de Diana
Michael ao lado de Diana - Divulgação/Youtube

Com personalidade forte e sendo símbolo da moda durante a década de 1980 e 1990, a PrincesaDiana compartilhava um título honorário da monarquia com outra figura célebre; o Rei do Pop, Michael Jackson, do qual a loira era fã incondicional.

Biógrafos de Lady Di relatam que a esposa de Charles ouviu incessantemente os álbuns “Thriller” e “Bad” — e fez questão de mostrar sua admiração quando ganhou o título na realeza.

A primeira oportunidade surgiu em 1988, quando o garoto da luva prateada iria se apresentar em Wembley. Ciente de que a princesa estaria na plateia, Michael riscou a décima música da setlist; ‘Dirty Diana’ era um rock que falava sobre uma mulher instável que o procurava de maneiras “sujas”, porém, a composição não tinha nenhuma relação com a monarca. Mesmo assim, o cantor retirou a composição da apresentação com medo de ofender a Alteza Real.

Antes da apresentação, ambos se encontraram para a entrega de um cheque no valor de US$ 150 mil para uma instituição de caridade britânica, porém, Diana aproveitou para pedir uma música para o cantor; era Dirty Diana, que nas palavras dela era uma de suas músicas preferidas. Jackson sorriu imediatamente pelo alívio, iniciando uma amizade que durou por toda a vida da princesa.

Michael e Diana no primeiro encontro em Wembley, em 1988 / Crédito: Divulgação/YouTube/Duarte/04.06.2012

 

Assuntos em comum

Segundo o veículo Biography, a amizade entre Michael e Diana perdurou até mesmo após o divórcio da loira e desligamento da Família Real Britânica. Ambos eram confidentes em dois assuntos em comum; o assédio da mídia, vivido diariamente por ambos, e a família, no qual ambos passaram a dedicar ainda mais tempo durante a década de 1990, com os casamentos de Michael e com a guarda compartilhada de Lady Di com os filhos Harry e William. Juntos, costumavam conversar sobre como era possível equilibrar ambas as atividades.

Uma dessas conversas foi relatada pelo músico em 1999, quando concedeu uma entrevista à Daphne Barak: ”Eu ainda era casado com Lisa Marie [Presley]. Diana me acordava geralmente tarde da noite ... principalmente depois das três da manhã! E então ela me segurou por horas no telefone. Ela falou sobre crianças, a imprensa”.

Em entrevista ao Daily Star em 2017, o ex-guarda-costas de Jackson, Matt Fiddes, chegou a acrescentar ainda mais informações sobre a amizade: “[Jackson] sentiu que ela era a única pessoa no mundo que poderia entender sua vida em termos de não poder ir a lugar nenhum, e as histórias da mídia isso saiu do controle... A intrusão na vida privada, sem privacidade alguma, as crianças sendo perseguidas”. De acordo com o funcionário, o cantor parecia “apaixonado” com a humildade e empatia da ex-monarca.

Michael e Diana no primeiro encontro em Wembley, em 1988 / Crédito: Divulgação/YouTube/Duarte/04.06.2012

 

Adeus, amiga

O principal assunto debatido pelos amigos seria, justamente, o que causaria a morte de Diana. Os excessos da imprensa, constantemente comentados por Jackson e Lady Di, vitimariam a loira na madrugada de 31 de agosto de 1997, enquanto seu motorista se chocou, em alta velocidade, contra uma mureta enquanto fugia de paparazzi.

Conforme relatou em entrevista à jornalista Barbara Walters, Michael chorou incansavelmente após ouvir, pela televisão, a notícia do falecimento da amiga íntima. Chocado, ainda adiou uma apresentação agendada para o mesmo dia, enquanto cumpria a turnê History. Quando voltou aos palcos, ainda fez questão de dedicar uma mensagem para a loira.

“Em meu coração, eu dizia: 'Amo você, Diana. Brilho. E brilhe para sempre, porque você é a verdadeira princesa do povo'”, disse o artisra nos palcos. Apesar da dor, o cantor não compareceu ao funeral na Inglaterra para honrar os compromissos musicais, mas conseguiu ir na cerimônia de memorial a Diana feita em Los Angeles.

++Vídeo: 5 curiosidades bizarras sobre Elizabeth II


+Saiba mais sobre Michael Jackson em grandes obras disponíveis na Amazon:

Intocável: A estranha vida e a trágica morte de Michael Jackson, por Randall Sullivan (2013) - https://amzn.to/2SaoTKz

Michael Jackson, por J. Randy Tamborelli (2012) - https://amzn.to/3aZRZom

Michael Jackson, o rei do pop, por Chris Roberts (2010) - https://amzn.to/2vxg9G

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W