Curiosidades » Cultura

Luiz Gama: a ilustre obra que resgata 42 artigos inéditos do abolicionista

“Lições de Resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro”, organizada por Ligia Fonseca Ferreira, resgata a importância histórica do autor

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 08/06/2021, às 18h20

Luiz Gama, advogado e jornalista
Luiz Gama, advogado e jornalista - Domínio Público, via Wikimedia Commons

Considerado um dos maiores pensadores e ativistas do século 19, Luiz Gama (1830-1882) foi um advogado de escravos que defendeu fortemente o movimento abolicionista e republicano. Além disso, é conhecido por ter sido um dos primeiros jornalistas negros do Brasil.

Pioneiro ao abordar temas sociais, como a abolição da escravatura e Proclamação da República no Brasil, 20 anos antes de ocorrerem, Luiz Gama deixou um legado inestimável para a história nacional. 

[Colocar ALT]
Lições de Resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro, de Ligia Fonseca Ferreira (2020) / Crédito: Divulgação / Edições Sesc

“Se algum dia [...] os respeitáveis juízes do Brasil, esquecidos do respeito que devem à lei, e dos imprescindíveis deveres, que contraíram perante a moral e a nação, corrompidos pela venalidade ou pela ação deletéria do poder, abandonando a causa sacrossanta do direito, e, por uma inexplicável aberração, faltarem com a devida justiça aos infelizes que sofrem escravidão indébita, eu, por minha própria conta, sem impetrar o auxílio de pessoa alguma, e sob minha única responsabilidade, aconselharei e promoverei, não a insurreição, que é um crime, mas a ‘resistência’, que é uma virtude cívica [...]”, disse Luiz Gama, no Correio Paulistano, em 10 de novembro de 1871.

Os seus memoráveis textos podem ser encontrados na coletânea “Lições de Resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro”, organizada por Ligia Fonseca Ferreira, especialista na vida e obra do escritor.

Lançada pela Edições Sesc, esta obra conta com o ilustre prefácio do historiador Luiz Felipe de Alencastro. Além disso, o livro conta com uma introdução e notas elaboradas feitas pela pesquisadora Ligia Fonseca Ferreira, que ajudam na compreensão de 61 artigos de Luiz Gama. 

De acordo com a organizadora da coletânea, há 42 artigos inéditos do jornalista em  “Lições de Resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro”, que foram publicados entre 1864 e 1882. 

Considerado um homem além de seu tempo, o escritor foi um dos primeiros a pautar escravidão, liberdade, república, racismo, direitos humanos e liberdade de imprensa. Portanto, para Ligia Fonseca Ferreira, a importância do escritor para o jornalismo é inestimável. 

“Além da habilidade retórica e das agudas análises político-jurídicas, Luiz Gama revela-se um mestre da narrativa jornalística, à qual imprime seu estilo pessoal, quase sempre em primeira pessoa, colocando-se ele mesmo em cena ao lado de seus outros personagens reais, dos escravizados aos seus algozes, dos pobres desprotegidos da lei às elites imperiais. A leitura de seus escritos é de surpreendente atualidade. Ele escreveu artigos até seus últimos dias, razão pela qual, poucos depois de morrer, foi saudado como um ‘trabalhador incansável do jornalismo’”, disse a especialista. 

Fruto de três anos de pesquisa, a coletânea encontra-se disponível na Amazon em formato Kindle e capa comum.


+Saiba mais sobre a obra citada acima por meio da Amazon:

Lições de Resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro, de Ligia Fonseca Ferreira (2020) - https://amzn.to/3w7nS8C

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W


++Saiba mais sobre outras obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon:

O movimento negro educador: Saberes construídos nas lutas por emancipação, de Nilma Lino Gomes (2017) - https://amzn.to/2AFfCFm

Ganhadores: A greve negra de 1857 na Bahia, de João José Reis (2019) - https://amzn.to/3eTrwdz

Caminhos trilhados na luta antirracista, de Zélia Amador de Deus (2020) - https://amzn.to/36YpZjn

Olhares Negros. Raça e Representação, de Bell Hooks (2019) - https://amzn.to/2z5XRP2

Cultura em movimento: matrizes africanas e ativismo negro no Brasil, de Elisa Larkin Nascimento (2008) - https://amzn.to/3czWUMh

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W