Curiosidades » Arqueologia

As maiores descobertas divulgadas na semana

Tumba incomum descoberta por fazendeiro, arena turca onde ocorria luta de gladiadores, tesouro bélico de guerreiros da Idade do Ferro, menor pegada de estegossauro já identificada e muito mais!

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/04/2021, às 07h00

A tumba descoberta na Irlanda
A tumba descoberta na Irlanda - Divulgação/RTÉ Ireland

1. Tumba ‘altamente incomum’ em terreno na Irlanda

Crédito: Divulgação/RTÉ Ireland

 

Na Península de Dingle, na Irlanda, um fazendeiro se deparou, ao acaso, com uma tumba que pode remontar à Idade do Bronze, mas que, devido às suas características incomuns, permanece um mistério. O túmulo está intocado, o que é uma raridade, e guarda restos mortais que serão analisados.

Leia a notícia completa aqui.


2. Estudo sobre edifícios egípcios do século 5 

Crédito: Divulgação/Universidade de Chicago

 

Arqueólogos examinaram três assentamentos no deserto oriental egípcio cujas construções datam do século 5, quando os romanos dominaram a região. O local era conhecido por suas minas de esmeraldas e possuía inúmeros edifícios. Os pesquisadores ainda encontraram  moedas, estatuetas de bronze, queimadores de incenso, amuletos e ossos humanos. 

Leia a notícia completa aqui.


3. Arena onde ocorria luta de gladiadores na Turquia

Fotografia aérea de trecho da arena / Crédito: Divulgação/ Prof. Mehmet Umut Tuncer / Aydın Diretor Provincial de Cultura e Turismo

 

Divulgada na última semana, arqueólogos descobriram, em escavações realizadas no final do ano passado, uma arena da era romana, nas colinas da província turca de Aydin. O local possui por volta de 1.800 anos e abrigava lutas de gladiadores com leões e outros animais. Acredita-se que a estrutura conseguia comportar 20 mil pessoas. 

Leia a notícia completa aqui.


4. Rua de 2 mil anos na Turquia

Crédito: Divulgação/Agência Anadolu (AA)

 

Uma rua romana foi encontrada na região de Amida Hoyuk, conhecida por ser o ‘coração’ da província Diyarbakir. O marco histórico da Turquia estava sendo escavado por arqueólogos há meses e revelou a estrutura que possui ao menos 2 mil anos recentemente. A expectativa é que o local se torne um ponto turístico no futuro. 

Leia a notícia completa aqui.


5. Cabana do pai de Harriet Tubman em Maryland

Crédito: Divulgação/MDOT

 

Desde o ano passado, arqueólogos estão investigando a região de Maryland, nos Estados Unidos, em busca de pistas da história de Harriet Tubman. Agora, foi anunciada a descoberta da casa de Ben Ross, o pai de Harriet, onde ele viveu durante anos antes de morrer. Os pesquisadores também encontraram fragmentos de placas e cachimbos. 

Leia a notícia completa aqui.


6. Estudo sobre tesouro de espadas da Idade do Ferro

Tesouro encontrado na Alemanha / Crédito: Divulgação/Arqueologia LWL para Westphalia - Hermann Menne

 

Especialistas investigaram um tesouro de espadas que remonta à Idade do Ferro encontrado nas proximidades da montanha Wilzenberg, na Alemanha. Além dos diversos armamentos, os pesquisadores descobriram um costume peculiar desses guerreiros: eles dobravam as armas dos inimigos, as destruindo. 

Leia a notícia completa aqui.


7. Pesquisa sobre metalurgia dos vikings 

Ferramentas viking analisadas / Crédito: Divulgação/Archaeological and Anthropological Sciences

 

Uma pesquisa publicada na última semana sugeriu que os vikings conseguiram dominar a metalurgia em apenas um século. Os cientistas compararam fragmentos de metal e ferramentas do século 8 e 9 encontrados em um antigo porto comercial Viking em Ribe, Dinamarca. 

Leia a notícia completa aqui.


8. Pegada de dinossauro com apenas 5 centímetros na China

Crédito: Divulgação/Universidade de Queensland

 

Pesquisadores encontraram, na região de Xinjiang, na China, uma pegada de dinossauro que possui apenas 5,7 centímetros de comprimento, considerada a menor pegada de estegossauro já identificada na história. Ela foi feita por um dinossauro que viveu há cerca de 100 milhões de anos e que provavelmente tinha o tamanho de um gato. 

Leia a notícia completa aqui.


9. Pesquisa sobre murais de Pompeia 

Um artigo sugeriu que a cinza vulcânica expelida pelo Monte Vesúvio em Pompeia, na Itália, pode danificar os afrescos enterrados no local. Os pesquisadores apontam que, caso expostas à água, as pinturas poderão sofrer rachaduras e até mesmo ter seus pigmentos de cor modificados devido a uma crosta salgada formada em sua superfície. 

Leia a notícia completa aqui.


10. Estudo sobre relação entre a malária e seres humanos 

Ossos de caçadores-coletores encontrados no Vietnã / Crédito: Divulgação/Scientific Reports

 

Cientistas examinaram ossos de fósseis de ao menos 7 mil anos encontrados no Vietnã que continham mudanças genéticas, pertencentes a caçadores-coletores. As conclusões foram impressionantes: segundo o estudo, a malária pode ter afetado seres humanos milhares de anos antes do que se pensava.

Leia a notícia completa aqui.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp