Curiosidades » Era Vitoriana

Mais antigo do que muitos imaginam: Primeiro cabo submarino foi instalado em 1858

A Revolução das Telecomunicações começou muito antes do que se possa imaginar. Entenda!

Redação Publicado em 13/07/2021, às 16h22

Navio utilizado para instalar o cabo de telegráfico transatlântico
Navio utilizado para instalar o cabo de telegráfico transatlântico - Domínio Público, via Wikimedia Commons

As pessoas não fazem ideia, mas a internet vem do mar: 99% das comunicações correm por enormes cabos no fundo dos oceanos. E é assim desde 1858, quando o primeiro cabo submarino intercontinental, ligando o Canadá à Irlanda, foi instalado.

A ideia foi de Samuel Morse em 1840, dois anos após demonstrar seu sistema telegráfico. E quem assumiu o desafio foi a Atlantic Telegraph Company, empresa do magnata americano Cyrus Field em parceria com os britânicos John Watkins Brett e Charles Tilston Bright.

 Retrato de Samuel Morse / Crédito: Domínio Público, via Wikimedia Commons

 

O desafio era grande. Um cabo assim precisa ser isolado do ambiente e capaz de conduzir eletricidade por milhares de quilômetros, sofrendo perdas no caminho, mas ainda detectável na outra ponta. E muito resistente. A solução veio da Índia, que entraria oficialmente para o Império Britânico no mesmo 1858, onde crescia uma planta chamada guta-percha, que produz uma borracha mais resistente que a da seringueira brasileira.

O cabo, assim, seria composto de sete fios de cobre trançados, cobertos por três camadas de guta-percha, enrolado com fibra de cânhamo e piche e fechado com uma malha de fios de ferro. Foram produzidos 4 mil quilômetros.

Após duas tentativas frustradas, as duas pontas finalmente chegaram em 4 e 5 de agosto de 1858. No dia 12, a primeira mensagem intercontinental da História seria transmitida. Dizia: “Laws, Whitehouse recebeu cinco minutos de sinal. Sinais da bobina são muito fracos para transmitir. Tente passá-los lenta e regularmente. Eu coloquei a roldana no intermediário. Responda pelas bobinas”.

Rainha Vitória / Crédito: Alexander Bassano (1829–1913) / Domínio Público, via Wikimedia Commons

 

Quatro dias depois, seria a vez da célebre mensagem da Rainha Vitória: “A rainha deseja parabenizar o presidente pela conclusão desse grande trabalho internacional”. A mensagem toda, com 98 palavras, levou 17 horas para ser transmitida.

Em 18 de setembro, o cabo ficou mudo. Uma seção no meio do mar queimou, e o reparo era impossível. Um segundo cabo seria instalado em 1866. E, na virada do século, o planeta inteiro estava conectado, em rotas muito semelhantes aos atuais cabos de fibra óptica. Notícias que antes levavam semanas agora chegavam imediatamente. Era o começo do mundo atual.


+Saiba mais sobre as telecomunicações por meio de obras na Amazon: 

Telecomunicações avançadas e as tecnologias aplicadas, de Vicente Soares Neto (2018) - https://amzn.to/3xCKIpH

Engenharia de Telecomunicações, de Mario Fernández (2021) - https://amzn.to/3i4ciWi

Introdução a Sistemas de Telecomunicações: Abordagem Histórica, de Luiz Pinto de Carvalho (2014) - https://amzn.to/3yTKTgp

Redes Ópticas de Acesso em Telecomunicações, de José Pinheiro (2021) - https://amzn.to/2Vydqtr

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W