Curiosidades » Maria Prymachenko

Maria Prymachenko, a artista ucraniana que teve obras destruídas na invasão russa

Celebrada pintora da ucrânia, Maria Prymachenko teve obra de arte reproduzida por artistas pedindo paz

Redação Publicado em 09/04/2022, às 08h00

Uma das obras da artista
Uma das obras da artista - Divulgação/Vídeo/Youtube/UATV English

Camponesa nascida na aldeia de Bolotnya, a cerca de 30 quilômetros de Chernobyl,
Maria Prymachenko (1908-1997) floresceu de sua origem pobre para receber, em 1970, o título de Artista do Povo da Ucrânia.

Neta e filha de bordadeiras altamente qualificadas, ela absorveu a tradição eslava do bordado, codificou simbologias antigas e populares do país e passou a pintar telas de maneira autodidata, destacando-se no gênero de arte naïf e folclórica.

Durante sua carreira de quase 60 anos, expôs seus trabalhos não apenas em museus importantes da Ucrânia – como o de Ivankiv, ao norte de Kiev, bombardeado pelas tropas russas –, mas também em cidades pela Europa, como Paris, onde, certa vez, Pablo Picasso contemplou suas obras declarando: "Eu me curvo diante do milagre artístico desta brilhante ucraniana".

Destruição

Cerca de 25 pinturas de Maria estavam no museu atingido, porém, há relatos de que um
homem, vizinho do local, salvou a maioria delas. Na época, Ministério das Relações Exteriores ucraniano revelou a informação através do Twitter.

"Como resultado da invasão, cerca de 25 obras da notável artista Mariia Pryimachenko foram queimadas. As pinturas estão localizadas no Museu Ivan Kiev. Ela criou obras-primas mundialmente famosas. Seu dom e talento especial cativaram Pablo Picasso", relatou a publicação.

Nos EUA, ativistas reproduziram, em lugares públicos, seu trabalho Uma pomba abriu suas asas e pede paz, de 1982, para solidarizar a artista e simbolizar a esperança que deve persistir entre nós.