Curiosidades » Cuba

Marianas da Revolução: a arma psicológica de Fidel Castro

Pelotão de mulheres era usado por Castro com o objetivo de estremecer as tropas de Fulgencio Batista

Redação Publicado em 29/10/2019, às 10h32

None
Wikimedia Commons

Para a maioria dos guerrilheiros nas montanhas de Sierra Maestra, parecia absurda a ideia de entregar armas às mulheres do acampamento e convocá-las para lutar contra as forças de Fulgêncio Batista. Tarefa de mulher era cozinhar, cuidar dos feridos, costurar uniformes ou servir de mensageira.

Mas a criação de um pelotão feminino era defendida por alguém que exercia grande influência sobre os líderes da revolução: Celia Sánchez, que desde a batalha de El Uvero, em maio de 1957, já circulava com um poderoso fuzil M-1 sempre à mão.

Em setembro de 1958, formouse o pelotão Mariana Grajales. Para decidir qual das 13 integrantes iniciais seria a chefe do grupo, Fidel organizou uma prova de tiro: ganharia quem acertasse uma moeda à distância de 50 metros. Isabel Rielo ficou com o primeiro lugar e a patente de capitã.

Mas foi Teté Puebla, segunda colocada na prova, que se tornou a mais célebre das “marianas”. Por seu desempenho em combate, Teté seria promovida a general de brigada – a primeira mulher a receber tal honraria.

Para Fidel, o pelotão feminino funcionava como arma de efeito psicológico: os soldados de Batista ficavam arrasados ao serem derrotados por um “bando de mulherzihas”.


Saiba mais sobre o tema através das obra abaixo

One Day in December: Celia Sánchez and the Cuban Revolution, Nancy Stout (e-book)

link - https://amzn.to/36ctMZS

Fidel Castro. Biografia a Duas Vozes, Ignacio Ramonet (2006)

link - https://amzn.to/36d0Hxj

Fidel. O Tirano Mais Amado do Mundo, Humberto Fontova (2012)

link - https://amzn.to/2MSE4GD

Cuba no Século XXI. Dilemas da Revolução, Santos Dos, Fabio Luis Barbosa (2018)

link - https://amzn.to/2pX1CRW

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.