Curiosidades » Entretenimento

Na margem de um continente: 5 motivos para você assistir Adú, o lançamento da Netflix

Dirigido pelo espanhol Salvador Calvo, o longa discute temas atuais e promete emocionar através de diferentes narrativas

Pamela Malva Publicado em 09/07/2020, às 16h30 - Atualizado às 16h44

Cena de Adú, a nova produção da Netflix
Cena de Adú, a nova produção da Netflix - Divulgação/Youtube

1. Enredo complexo

Em quase duas horas de filme, o longa Adú narra três diferentes histórias localizadas no norte da África. Um ativista que se depara com um elefante morto, um menino de 6 anos que tenta fugir do continente e um policial que convive com uma intensa culpa são os protagonistas da produção.

Juntos, os três desenvolvem a narrativa de forma cirúrgica, apresentando problemas que, em determinando momento do filme, se encontram e passam a se conectar. De um lado, por exemplo, Adú e sua irmã tentam fugir para a Europa, enquanto, do outro, o policial trabalha na fronteira africana, barrando refugiados diariamente.


2. Novos talentos

A jovem Zayiddiya Dissou como Alika, irmã mais velha de Adú / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Para aqueles que ficaram emocionados e surpresos com Milagre na Cela 7, Adú é mais um filme que revela atores desconhecidos com enormes talentos. Moustapha Oumarou (Adú) e Zayiddiya Dissou (Alika), por exemplo, estrearam nas telonas e, logo em seu primeiro trabalho, já representaram com muita sensibilidade.

O elenco ainda conta com os espanhóis Anna Castillo, Álvaro Cervantes, Jesús Carroza, Miquel Fernández e Luis Tosar, que nunca haviam participado de uma obra estrangeira. Além deles, o filme também apresenta o jovem africano Adam Nourou.


3. Baseado em fatos reais

Os jovens atores Adam Nourou e Moustapha Oumarou, respectivamente / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Apesar de não retratar uma história totalmente verdadeira, Adú é inspirado em fatos que realmente aconteceram. A história do protagonista, por exemplo, reflete um episódio de 2015. Na ocasião, um pequeno imigrante de 8 anos foi encontrado dentro da mala de uma mulher, em um aeroporto. Sozinho, ele tentava fugir de seu país de origem.


4. Discussões atuais

O pequeno Moustapha Oumarou como Adú / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Lançado na Espanha em janeiro de 2020, o filme já é um dos mais vistos da Netflix e, desde que chegou no Brasil, não sai do Top 10 da plataforma. Durante esse período, Adú já foi classificado como um filme que apresenta e discute temas comoventes e extremamente atuais, como políticas públicas e valores humanos. 

Temas como a caça ilegal e o rígido sistema das fronteiras ilustram o filme. Adú, todavia, ainda apresenta reflexões sobre a prcária condição dos imigrantes ao redor do mundo. Em busca de melhores oportunidades, eles só têm uma opção: seguir em frente.


5. Roteiro minucioso

Cena entre o ativista ambiental e sua filha, que chega para lhe fazer uma visita / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Apaixonado pela arte de escrever roteiros, Alejandro Hernández criou o universo do longa com carinho e delicadeza, mas sem deixar de fazer as provocações necessárias. Em Adú, segundo filme de sua carreira, o roteirista fez questão de apresentar elementos da cultura africana de forma detalhada e íntima.

Com isso, a complexa trajetória dos personagens fica ainda mais tangível para o espectador, que reflete enquanto os problemas acontecem. No fim, o filme mostra que, apesar de parecerem distantes, as histórias estão mais próximas do que imaginamos.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Refugiados: A Última Fronteira: Todos nós deveríamos poder mudar seguindo o vento e o coração, de Kate Evans (2018) - https://amzn.to/3fo0OtI

Imigrantes ou Refugiados: Tecnologias de Controle e as Fronteiras, de Denise F. Jardim (2017) - https://amzn.to/2Y7MFLl

Direitos Humanos e Refugiados, de Viviane Mozine Rodrigues (2016) - https://amzn.to/37zoqJf

Migração e intolerância, de Umberto Eco (2020) - https://amzn.to/2Y7MXSr

Estranhos à nossa porta, de Zygmunt Bauman (2017) - https://amzn.to/2YGI7dR

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W