Curiosidades » Monarquia

No reinado de Elizabeth I, vestir roupas femininas era o mesmo que enfrentar uma maratona

A moda feminina no século 16 ficou marcada pelo esforço diante de longas camadas de pano

Redação Publicado em 19/07/2020, às 09h00

Cena do filme Duas Rainhas (2018)
Cena do filme Duas Rainhas (2018) - Divulgação

No período do reinado da rainha Elizabeth I da Inglaterra, de 1558 até sua morte, em 1603, a moda ficou mais extravagante. O uso de diversas camadas e peças separadas de roupa fazia o ato de se vestir um verdadeiro esforço, particularmente para as mulheres.

Com influência das cortes espanhola e francesa, os modelos incluíram rendas e babados em profusão e tinham forma justa no torso e volumosa nos quadris.

Leis determinavam quais estilos eram permitidos a cada classe social. Certos tecidos e cores eram reservados apenas para membros da realeza, por exemplo.

Saiba mais sobre os detalhes das roupas da época

Attifet

Em forma de coração, esse chapéu enfeitado, feito com arame e tecido decorado, complementava o traje. A gola (Rufo) era rendada feita de tecido engomado e podia envolver o pescoço ou ter uma abertura frontal, deixando a pele à mostra. Para se ter ideia, alguns modelos mais extravagantes tinham estrutura de metal por baixo.

Chemise

Embora algumas mulheres já usassem ceroulas curtas ou calçolas, ainda eram pouco comuns, e essa bata solta fazia as vezes da roupa de baixo, além de proteger de manchas de suor.

Espartilho

Popularizado por Catarina de Médici, servia para afinar a cintura, achatar os seios e dar suporte para as costas, criando uma figura cilíndrica. Era amarrado por cordões e requeria ajuda para ser laceado.

Mangas

Elizabeth I / Crédito: Wikimedia Commons

 

As mangas elizabetanas eram vestidas separadamente e amarradas ao corpete. Eram largas nos ombros e justas nos pulsos. Ao mesmo tempo, os vestidos eram compostos de um corpete, uma saia decorada e uma sobressaia, aberta ao meio para revelar a de baixo.

Anquinha

Chamada de farthingale, essa estrutura de ferro, osso de baleia ou madeira, era presa em torno da cintura para sustentar as saias, criando uma figura de quadril largo e cintura fina.

Anáguas

Cena do filme Duas Rainhas (2018)

 

As saias serviam para esquentar o corpo no inverno e armar a saia externa. Era comum mulheres da época usarem duas ou três anáguas sobrepostas para gerar mais volume.