Curiosidades » Religião

O capitalismo hippie dos neo-sannyas

Conheça os seguidores do guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh e suas ideologias que condenavam o socialismo e exaltavam a riqueza, com o amor livre

Redação Publicado em 26/11/2019, às 15h47

Neo-sannyas dançando na Alemanha, em 1979
Neo-sannyas dançando na Alemanha, em 1979 - Getty Images

Foi em nome do guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh que o culto dos neo-sannyas fez acontecer o maior ataque biológico da história dos EUA. Neste caso, o líder pode até ser inocente. E ninguém morreu. Mas a catástrofe poderia ter sido pior que a de Jonestown.

Em 1981, a comunidade saiu de sua sede original em Pune, Índia, alegando perseguição e transferiu-se para uma fazenda no Condado de Wasco, Oregon, EUA. O grupo entrou em conflito com os conservadores moradores da cidade americana e a situação foi azedando até que seguranças armados com fuzis passaram a patrulhar a ex-fazenda.

Focada em ganhar as eleições do Condado de Wasco em 1984, Ma Anand Sheela, braço direito de Rajneesh, tentou fazer com que dois dos seguidores da seita conquistassem as duas vagas abertas. Uma vez que não conseguiu fazer a cabeça das pessoas, decidiu por uma atitude drástica.

Ela planejou, então, um surto de intoxicação alimentar que atingiu 751 pessoas — todas foram internadas com Salmonella enterica. Sob seus comandos, os seguidores de Rajneesh contaminaram bufês de salada de dez restaurantes locais com Salmonella. A ideia principal era incapacitar a população votante.

A ação comandada por Ma Anand só um ensaio para um ataque muito maior no dia das eleições. Ao descobrir a tramoia, o líder dos neo-sannyas denunciou a discípula e se mudou de volta para a Índia.

A doutrina de Rajneesh era, em essência, oposta à de Jim Jones: o indiano condenava o socialismo e exaltava a riqueza, com o amor livre, pregando uma espécie de capitalismo hippie. Para ele, o socialismo, o comunismo e o anarquismo só poderiam funcionar de forma eficaz quando o capitalismo atingisse seu ápice.

Amante da ciência e da tecnologia, Rajneesh argumentava que a Índia não estava pronta para o socialismo. Ele desenvolveu uma estrutura corporativa lucrativa, com negócios que variavam, em uma rede complexa, entre negócios espirituais e seculares, yoga, aconselhamento psicológico e serviços de limpeza.


+Saiba mais sobre Rajneesh e Jonestown e através dos livros abaixo

The Life & Teachings of Bhagwan Shree Rajneesh, Jean Lauderdale (2017) (eBook)

link - https://amzn.to/33lSCUg

The Road to Jonestown, Jeff Guinn (2018)

link - https://amzn.to/2OocTo7

Jonestown, Dorothy Miller M.S (2017)

link - https://amzn.to/2DgGr0s

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.