Curiosidades » Era Vitoriana

O casal dos EUA que vive como se estivesse na Era Vitoriana

Com uso reduzido de tecnologia moderna e roupas de época, os dois dizem que o estilo de vida do século 19 faz com que eles tenham mais contato com a natureza

Isabela Barreiros Publicado em 17/10/2019, às 10h43

None
- Sarah Chrisman

Sarah e Gabriel Chrisman compartilham um amor pela Era Vitoriana, período do reinado da Rainha Vitória, entre os anos de 1838 e 1901, no Reino Unido. Mas a paixão dos dois superou o nível de apenas apreciar como se vivia na época: eles querem transportar a experiência do século 19 para o 21.

Eles vivem na cidade de Port Townsend, em Washington, nos Estados Unidos, em uma casa que foi construída no ano de 1888. A residência, como esperado, possui inúmeros artefatos antigos que datam do período admirado pelo casal.

Crédito: Divulgação

 

Tudo começou quando Sarah vestiu um espartilho pela primeira vez. Ela discorda da maioria dos comentários sobre a vestimenta, dizendo que, na verdade, era confortável de usar. "Quando percebi que tudo que ouvira sobre espartilhos estava errado, comecei a me perguntar o que mais ouvi sobre a época poderia estar errado?", perguntou-se.

A partir dessa “descoberta”, o casal começou a incorporar outros elementos do período na sua rotina. Usando roupas de época e evitando o uso de tecnologia moderna, eles começaram a tentar viver como se vivia antigamente, mesmo com algumas diferenças causadas pela modernidade.

Crédito: Divulgação

 

Eles usam apenas telefone fixo, internet e computador — mas ainda de forma muito restrita. A maior parte dos equipamentos da casa são antigos, incluindo um fogão a lenha, uma caixa de gelo e um aquecedor de querosene. Os Chrisman também não usam lâmpadas modernas.

"Quando começamos a usar a iluminação de época todos os dias, ficamos impressionados com o quão mais brilhante é a luz das lâmpadas a óleo antigas comparadas às reproduções modernas", disse Sarah. "Quando coisas modernas baratas inevitavelmente quebraram, as substituímos por equivalentes históricos robustos em vez de lixo moderno mais descartável", complementou.

Crédito: Divulgação

 

Sem música ou televisão, eles passam maior parte do dia lendo ou escrevendo. "Meu tinteiro e o borrão que uso para secar a tinta em cada página antes de virar são antiguidades da década de 1890", comenta.

Sarah também explica que o estilo de vida faz com que eles tenham mais contato com a natureza e a forma manufaturada de produção. Ela assa o próprio pão, lava roupas à mão e costura suas próprias vestimentas, afirmando que é ”uma vida que nos mantém muito mais em contato com as estações naturais”.

Mas a escolha do casal não é bem vista por muitas pessoas. “Vivemos em um mundo que pode ser terrivelmente hostil a diferenças de qualquer tipo. As sociedades estão repletas de agressores que atacam não conformistas”, conclui.


Saiba mais sobre a Era Vitoriana através das obras abaixo:

A Era Vitoriana, Élio Chaves Flores e Iris Helena Guedes (2000) - https://amzn.to/2MKJBxT

Vitória, a rainha: Biografia íntima da mulher que comandou um Império, Julia Baird e Denise Bottmann (2018) https://amzn.to/33Df4cg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível de produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.