Curiosidades » Tailândia

O curioso caso da mulher que poderia ganhar uma fortuna ao encontrar vômito de baleia

Em março deste ano, a tailandesa Siriporn Niamrin encontrou algo muito valioso enquanto caminhava pela praia

Redação Publicado em 03/10/2021, às 09h00

Siriporn encontrou vômito de baleia
Siriporn encontrou vômito de baleia - Divulgação / The Sun

A tailandesa Siriporn Niamrin, de 49 anos, caminhava por uma praia em Nakhon Si Thammarat em março deste ano quando, de repente, algo, no mínimo, curioso chamou sua atenção: uma massa branca em formato oval que pesava cerca de 6 quilos.

Intrigada com o bloco diferenciado, a mulher decidiu levá-lo consigo. Mais tarde, ela descobriria que a peça que encontrara valia uma verdadeira fortuna.

Massa encontrada / Crédito: Divulgação / The Sun

 

Matéria-prima valiosa

Em sua residência, a mulher soube que aquela grande pedra era, na verdade, vômito de baleia, o que, de certa forma, explicava o estranho cheiro de peixe notado por ela.

Apesar de a descoberta parecer um tanto nojenta, Niamrin estava em seu dia de sorte, já que a substância tinha um imenso valor por ser muito procurada pela indústria de perfumes. 

Siriporn encontrou uma peça valiosa / Crédito: Divulgação / The Sun

 

Âmbar de baleia

O bloco branco encontrado por Siriporn, avaliado em 186.500 libras (cerca de 1,36 milhão de reais), é produzido no intestino de cachalotes, uma espécie cetáceo que vive em águas profundas de todo o planeta, com exceção das regiões dos polos.

Esses mamíferos se diferenciam das baleias "verdadeiras" pelo fato de terem dentes e são considerados os maiores animais com essa característica.

A substância produzida, conhecida como âmbar de baleia, é uma secreção biliar gordurosa e inflamável. É com ela que o corpo de cachalotes envolve os materiais que não serão digeridos, aqueles que representam algum risco à saúde desses animais.

Pelo cheiro doce, acaba sendo crucial para a indústria de perfumes. Conforme explicou Dom Devetta, dono da Shay & Blue, durante entrevista à BBC, o âmbar proporciona um aroma definido como 'intenso, doce e animal'. Sendo assim, “acrescenta uma capa à fragrância que dá um toque de paixão, sensualidade, sexualidade e isto é algo muito difícil de conseguir”, diz ele.

Local em que a mulher encontrou a peça / Crédito: Divulgação / The Sun

 

Fenômeno não muito raro

Como o âmbar produzido por cachalotes é um tipo de fabricação natural desses animais, não é incomum encontrar pedaços solidificados boiando nos oceanos ou praias, em especial na região de Nakhon Si Thammarat, onde Siriporn Niamrin encontrou o bloco. 

“Sinto-me sortuda por ter encontrado uma peça tão grande. Espero que me traga dinheiro. Estou mantendo-o seguro em minha casa e pedi ao conselho local uma visita para verificá-lo”, declarou a mulher ao jornal The Sun.