Curiosidades » Televisão

O dia em que Gugu se disfarçou de morador de rua e emocionou o público

“Sentindo na Pele foi uma das maiores experiências da minha vida”, declarou o apresentador que se dispôs a viver nas situações de extrema necessidade

Fabio Previdelli Publicado em 17/02/2020, às 13h49

O dia em que Gugu se disfarçou de morador de rua e emocionou o público
O dia em que Gugu se disfarçou de morador de rua e emocionou o público - Reprodução

Há pouco tempo, contamos o episódio em que Fausto Silva recebeu no palco do Domingão três mulheres praticamente nuas cobertas apenas com iguarias da culinária oriental. O evento, que ficou conhecido como Sushi Erótico do Faustão, foi uma cartada da produção do programa para frear a crescente do Domingo Legal, apresentado pelo Gugu.

A polêmica atração deu resultado, todavia, em contrapartida, os telespectadores que continuaram ligados no SBT presenciaram um dos momentos mais emocionantes da carreira de Gugu.

Isso porque, em 26 de outubro de 1997, o apresentador exibia mais um episódio do quadro Sentindo na Pele, no qual ele se disfarçou de morador de rua e foi viver alguns dias pedindo esmolas e convivendo com outras pessoas carentes.

"Um caso muito marcante, e do qual muitas pessoas se lembram até hoje, é o do Natanael. Eu me disfarcei de morador de rua para sentir na pele o que eles passam. E pedi comida para muitas pessoas. Quem dividiu comigo foi justamente esse morador de rua. Foi muito marcante", declarou Gugu em uma entrevista para o UOL em 2016.

Ao se dispor a viver nas situações mais adversas e de extrema necessidade, como no episódio em que ele foi presenciar como era a vida nos lixões de São Paulo, Gugu ganhou não só a simpatia e o respeito do público, como também conquistou a fidelidade de seus telespectadores, que passaram ao acompanhá-lo cada vez mais. “Sentindo na Pele foi uma das maiores experiências da minha vida. Pedir esmolas ou viver no lixão foi inesquecível”, declarou na época.

A credibilidade do apresentador durou até a polêmica entrevista armada com ‘supostos’ integrantes do PCC. Após sair da emissora de Silvio Santos, o apresentador tentou repetir o sucesso da atração em seu programa na Record, em 2016.

No entanto, Teste da Vida Real, como era chamado, não contava com a vivência do apresentador em situações extremas, mas a de convidados especiais. O quadro até que fez certo sucesso e atraiu o público, no entanto, jamais teve o mesmo brio da narrativa original.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras:

JN: 50 anos de telejornalismo, de Memória Globo (2019) - https://amzn.to/2OMG5VD

Teoria do jornalismo, de Felipe Pena (2005) - https://amzn.to/2tRSpN4

Manual de jornalismo para rádio, tv e novas mídias, de Herodoto Barbeiro (2012) -https://amzn.to/37o5TOo 

50 anos de Jornalismo - DVD (2015) - https://amzn.to/3bop3qx

Clarice na cabeceira: jornalismo, de por Clarice Lispector (2012) - https://amzn.to/2tMGKio

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.