Curiosidades » Cultura

'O Doce Veneno do Escorpião': conheça a autobiografia de Bruna Surfistinha

Lançada em 2005, a obra conta detalhes da vida íntima da ex-garota de programa brasileira

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 26/05/2021, às 18h45

Retrato de Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha
Retrato de Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha - Divulgação / Youtube / SBT Jornalismo

Lançada em 2005 pela editora Panda Books, a obra “O Doce Veneno do Escorpião”, escrita por Raquel Pacheco — mais conhecida pelo pseudônimo Bruna Surfistinha — conta a história de vida completa da ex-garota de programa brasileira. 

Ainda criança, Raquel Pacheco foi adotada por uma família paulistana de classe média alta. Contudo, aos 17 anos, a jovem trocou os finais de semana com a família na praia para se prostituir nas ruas de São Paulo, onde adotou o pseudônimo Bruna Surfistinha.

[Colocar ALT]
O Doce Veneno do Escorpião, de Bruna Surfistinha (2005) / Crédito: Divulgação / Panda Books

Em 2005, sua história viralizou, após escrever em um blog sobre o seu cotidiano na prostituição. Mais tarde, a sua trajetória foi amplamente retratada no filme “Bruna Surfistinha”, lançado em 2011, dirigido por Marcus Baldini e estrelado por Deborah Secco.

Em entrevista à Marie Claire, em 2019, a ex-garota de programa disse que sua mãe biológica havia sido estuprada e engravidou dela, fato que só descobriu anos mais tarde. 

“Minha mãe tentou aborto, não conseguiu e quase morreu. Depois seguiu adiante com a gestação e eu nasci. Mas ela já estava consciente que no hospital iria me deixar para adoção. E foi o que aconteceu. Minha família biológica a conhecia. Meus pais adotivos nunca falaram que minha mãe sofreu abuso, só que ela foi muito maltratada pelo meu pai. Mas eu descobri, fui juntando as peças, sou da Umbanda, falei com entidades, procurei ajuda. Minha mãe nunca teve estrutura emocional para conseguir cuidar de mim”, disse a escritora em entrevista à Marie Claire.

Segundo o site Isto É, ela revelou, ainda, a Marie Claire que nunca chegou a conhecer a sua família biológica. 

Desde 2005, Raquel Pacheco não trabalha mais como garota de programa. Atualmente, a escritora, DJ, roteirista e empresária, diariamente, aborda em suas redes sociais a importância do empoderamento feminino. Além disso, ela luta contra a violência às mulheres.

Em sua obra “O Doce Veneno do Escorpião”, a autora revela histórias íntimas, que não foram postadas em seu blog na época e apresenta, ainda, detalhes do seu cotidiano quando trabalhava como garota de programa.

Publicado pela editora Panda Books, o livro encontra-se disponível na Amazon em formato Kindle e capa comum.


+Saiba mais sobre a obra citada e outras relacionadas ao tema, disponíveis na Amazon: 

O Doce Veneno do Escorpião, de Bruna Surfistinha (2005) - https://amzn.to/3bYpmKC

O Doce Veneno do Escorpião, de Bruna Surfistinha (2007) - https://amzn.to/34oXpak

O que aprendi com Bruna Surfistinha, de Raquel Pacheco (2006) - https://amzn.to/3oUe0wn

Na cama com Bruna Surfistinha, de Bruna Surfistinha (2007) - https://amzn.to/3fnwsKP

100 Dicas de sedução de Bruna Surfistinha, de Bruna Surfistinha (2012) - https://amzn.to/3vr4yTx

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W