Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Europa

O que explica a cor alaranjada de um rio da Eslováquia?

A água suja foi responsável pela morte de peixes e animais no entorno do rio

Redação Publicado em 23/05/2022, às 10h43

Rio Slaná em tom laranja na Eslováquia - Divulgação/Youtube/Inside Edition
Rio Slaná em tom laranja na Eslováquia - Divulgação/Youtube/Inside Edition

A poluição na água suja que saía de uma mina de ferro perto da região que liga a Eslováquia com a Hungria foi responsável por deixar o rio Slaná em tonalidade laranja, causando extremo dano ambiental para seus arredores.

Segundo a mineradora Rudne Bane, a água poluída que chegou ao rio estava em um bolsão de minério de ferro inundado, já que o ferro foi extraído na região até 2008. Agora, está sendo responsável pela morte de peixes e animais no entorno do corpo d’água.

Peter Zitnan, diretor da empresa, afirmou à Reuters que "devido a reações químicas, alguns metais e outros materiais entraram na água", e que a cor alaranjada ocorre devido ao alto nível de ferro, não considerado venenoso.

O governo da Eslováquia declarou que está tomando medidas para reduzir o fluxo de água que vem da mina de ferro. Para o ministro da economia do país, a companhia não é responsável pelo incidente, e o Ministério do Meio Ambiente também alega que os níveis ainda estão aceitos para elementos possivelmente perigosos.

O que dizem os moradores

Pessoas que moram nas proximidades do rio, no entanto, afirmam que a situação está piorando cada vez mais, meses após os primeiros sinais de poluição aparecerem na área, em fevereiro deste ano.

Segundo o cirurgião local e pescador experiente Tibor Varga, de 35 anos, reportado pelo jornal O Globo, os animais são os que mais estão sofrendo com a situação do rio e a poluição da mina.

“Não há criatura viva debaixo dos seixos, podemos ver apenas ferrugem. Este alto teor de ferro cobre as guelras dos peixes e reduz a superfície onde eles respiram. Com isso, eles começam a sufocar”, afirmou.