Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Chaves

O Seu Madruga é pai do Chaves? Nada disso!

Chaves e Seu Madruga foram falsamente atribuídos como parentes em teoria, que não passa de mirabolante, sobre o seriado

Wallacy Ferrari Publicado em 19/06/2022, às 12h09

Chaves e Seu Madruga em cena - Divulgação / Televisa
Chaves e Seu Madruga em cena - Divulgação / Televisa

Conhecido pelo público brasileiro pelos personagens marcantes em uma vila tipicamente latino-americana, o seriado Chaves angariou incontáveis fãs em terras tupiniquins através de sua transmissão inédita no país pelo SBT, a partir do ano de 1984. Contudo, muito antes disso, já era produzido desde 1971 no México, chamando atenção aos personagens carismáticos.

Dois deles, no entanto, se destacam pela origem humilde. Seu Madruga, interpretado por Ramon Valdez, é um dos moradores do cortiço que vive sendo cobrado pelos 14 meses de aluguel atrasado, e o protagonista Chaves, personagem criado e interpretado por Roberto Gomes Bolaños, dando vida a uma criança carente.

Juntos, criaram uma dinâmica de amor e ódio, se dividindo entre ofensas pessoais e momentos de compaixão, principalmente pela amizade do garoto com a filha de Madruga, a personagem Chiquinha, vivida por Maria Antonieta de Las Nieves.

Contudo, um boato datado de 2017 confundiu internautas ao relacionar uma suposta ancestralidade de Chaves e Madruga com base em um livro escrito pelo autor do seriado durante a década de 1990. O caso foi investigado pelo portal E-farsas, que desmentiu a teoria.

Chaves e Seu Madruga em cena / Crédito: Divulgação / Televisa

Parentes próximos?

De acordo com o boato, a obra “El Diario del Chavo” ('O Diário de Chaves') teria a revelação de que Seu Madruga era o pai do protagonista, com uma intervenção no roteiro de que, no último episódio, o personagem revelaria um breve relacionamento com a mãe de Chaves ao professor Girafales, mas que teria sido vetado por "conflitos internos da produção".

Contudo, não há nenhuma afirmação do tipo no livro, originalmente lançado no México em 1996. Além disso, diversas situações de dentro do seriado conflitam com tal informação, como a paixão platônica de Chiquinha, que chega a beijá-lo na trama, e nunca o referenciou como irmão.

Além disso, o próprio Madruga já indagou o garoto sobre sua origem, que não soube responder. Por fontes oficiais, nunca houve citações sobre os pais do protagonista, deixando o fato inconclusivo, visto que o criador faleceu em novembro de 2014.