Curiosidades » Personagem

As orgias de Joseph Hooker

Em busca de diversão para os seus soldados, o general teria criado uma legião de prostitutas

Redação Publicado em 26/10/2019, às 10h00

Ilustração de Joseph Hooker
Ilustração de Joseph Hooker - Getty Images

O general de brigada Joseph Hooker era adorado pelas tropas da União, o Exército do presidente norte-americano Abraham Lincoln contra a Confederação sulista na guerra civil norte-americana, entre 1861 e 1865. Hooker assumiu o comando do Potomac, a maior divisão do Exército do norte, após a derrota custosa de seu antecessor na Batalha de Fredericksburg.

Determinado a elevar o moral dos soldados, tomou algumas medidas inusitadas que o tornaram bastante popular. Além de solicitar rações melhores que os biscoitos duros de costume – assim como mais remédios para soldados doentes– e permitir férias curtas, Hooker liberou os jogos de azar e a prostituição para os subordinados.

As festas do general eram infames pela quantidade de álcool e pela presença das “pombas caídas”, como eram chamadas as prostitutas, mas a farra não se limitava à tenda dos oficiais.

Para evitar que os soldados inquietos criassem confusão em Washington, onde estavam acantonados, Hooker reuniu todas as meretrizes em um mesmo bairro.

O local ficou conhecido como Hooker’s Division e as mulheres foram chamadas de hookers. O termo, cunhado para designar quem vendia sexo, foi adotado pelas tropas e pelos jornais locais e se transformou em sinônimo de prostituta – que vale ainda hoje. O general permitia que elas acompanhassem o Exército em marcha na chamada Legião de Hooker (ou legião de prostitutas).

O tiro saiu pela culatra: as doenças – principalmente as contagiosas e venéreas – mataram mais soldados que as batalhas.


Saiba mais sobre a prostituição ao longo da História 

Prostituição à Brasileira: cinco histórias, José Carlos Sebe B. Meihy, 2015

Link - https://amzn.to/2BHrIe2

Prostituição: o Eterno Feminino, Eliana dos Reis Calligaris, 2005

Link - https://amzn.to/32P6A1x

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. ​