Curiosidades » Brasil

Antiga homenagem: A origem do Dia dos Pais no Brasil e no mundo

Ainda que a data tenha surgido de uma tradição do passado, a origem brasileira da comemoração é recente. Entenda!

Letícia Yazbek Publicado em 09/08/2020, às 00h00 - Atualizado em 08/08/2021, às 00h00

Pintura de Rudolf von Arthaber e seus filhos feita por Friedrich von Amerling
Pintura de Rudolf von Arthaber e seus filhos feita por Friedrich von Amerling - Domínio Público/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

O Brasil chegou bem tarde para a festa. Antes da data que comemoramos, o Dia dos Pais já foi celebrado na maioria dos países do mundo. Cerca de 70 nações, como os Estados Unidos, homenageiam os pais no terceiro domingo de junho. Em outros países, aqueles tradicionalmente católicos, o Dia dos Pais é comemorado ainda em março.

Acontece que essa é uma data com longa tradição, bem mais antiga que o dia das mães, por exemplo. Num sentido mais amplo, o primeiro Dia dos Pais foi comemorado há mais de 4 mil anos, na Babilônia, quando um garoto chamado Elmesu teria feito um cartão moldado em argila para presentear seu pai. 

O Dia dos Pais católico, comemorado em 19 de março, por outro lado, é o dia de São José, marido de Maria e pai (adotivo) de Jesus Cristo, segundo os Evangelhos. Assim é em Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia e Honduras, e muitos outros países.

Já na Rússia, a homenagem acontece em 23 de fevereiro, data em que é comemorado o Dia do Defensor da Pátria  — mais comumente chamado de Dia do Homem. É uma herança da União Soviética, que suprimiu no início do século 20, datas religiosas, e pôs essa no lugar. É o dia em que foi oficialmente fundado o Exército Vermelho, em 1918. 

A data americana, que inspirou a brasileira, foi criada pela norte-americana Sonora Louise Smart Dodd. Em 1909, ela instituiu um dia para homenagear seu pai, William Jackson Smart, que havia criado Sonora e seus outros filhos sozinho após a morte da esposa. Para isso, escolheu o dia de aniversário de William, 19 de junho.

Ilustração vintage de cartão do Dia dos Pais / Crédito: Divulgação/ Cortesia/ The Telegraph

 

Não demorou até que os comerciantes se interessassem pela comemoração. Foi assim que o Dia dos Pais se espalhou por todo o país. Em 1966, o terceiro domingo de junho foi designado o Dia dos Pais nos Estados Unidos.

Em 1972, o presidente Richard Nixon tornou a data um dia de clebração nacional. O padrão se espalhou por outros países, como México, Canadá, França, Turquia, Venezuela, Japão, Chile, Reino Unido, Holanda e África do Sul, além de países da África e da Ásia.

No Brasil, o Dia dos Pais surgiu apenas em 1953, quando o publicitário e jornalista Sylvio Bhering sugeriu a instituição da data para incentivar as vendas do comércio e o faturamento do jornal O Globo, onde trabalhava. Porque agosto é meio parado nas vendas e, em junho, já tinha o Dia dos Namorados. Deu certo. A homenagem rapidamente fez sucesso em todo o país e se tornou uma data comercial.

Bhering justificou a data pelo dia de São Joaquim, pai de Maria e avô de Jesus Cristo, em 16 de agosto. Mas, para que pudesse ser celebrado sempre aos fins de semana, o Dia dos Pais passou a ser comemorado no segundo domingo de agosto.