Curiosidades » Brasil Império

Os amores de Dom Pedro II: obra revela os bastidores do último imperador do Brasil

Biografia de Paulo Rezzutti, apresenta cartas e documentos inéditos que retrata a trajetória completa do monarca

Redação Publicado em 17/06/2020, às 15h30

Pintura oficial de Dom Pedro II
Pintura oficial de Dom Pedro II - Wikimedia Commons

O Imperador Pedro II (1825-1891), foi o líder monárquico que governou o Brasil por mais tempo, cerca de 50 anos. A biografia Dom Pedro II - A história não contada: O último imperador do Novo Mundo, de Paulo Rezzutti revela cartas e documentos inéditos do imperador.

[Colocar ALT]
Biografia Dom Pedro II - A história não contada, de Paulo Rezzutti / Crédito: Divulgação / Amazon

O pesquisador Paulo Rezzutti é conhecido por já ter feitos outras biografias da família imperial, como de D. Pedro I e de Leopoldina. Em todas suas obras o escritor busca revelar fatos inéditos e escândalos da realeza.

Dom Pedro II, além de bastante complexo, teve uma vida especialmente intensa. Se tornou órfão aos 9 anos e aos 15 anos de idade passou a governar o país. “Coube-me o mais funesto dos destinos: vi-me sem pai, sem mãe, na infância linda”, escreveu o monarca aos 25 anos. Segundo os registros, ele teria escrito a carta para seu pai que estava falecendo, mas nunca obteve respostas.

A novidade dessa biografia, que retrata um dos políticos mais analisados da História, é a análise feita por Rezzutti, que foca na intimidade e nos afetos do jovem imperador. Para isso, o autor utilizou uma série de documentos entregues ao presidente brasileiro Michel Temer, por Vladimir Putin, em 2017.

A obra, ainda, se dedica à movimentada vida amorosa do Imperador. Apesar de serem conhecidas, as cartas de Dom Pedro II para suas amantes nunca tinham sido compiladas, anteriormente, em um único só livro. Há escritos, inclusive, datados do mesmo dia, mas para mulheres diferentes, em que declara nunca ter sentindo um amor tão forte antes.

“A mãe morreu dias após Dom Pedro completar um ano. Ele tinha lembranças dela por meio de suas coleções, que ampliou, mas a proximidade maior foi com o pai, com quem conviveu até os 5 anos e trocou cartas durante mais três”, explica o biógrafo, que desmistifica a ideia de que a maior influência de Pedro II era Leopoldina, apreciadora da cultura e arte.


+Saiba mais sobre as obras de Paulo Rezzutti disponíveis na Amazon:

D. Pedro II – A história não contada: O último imperador do Novo Mundo revelado por cartas e documentos inéditos, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/3hwzDyF

D. Leopoldina: a história não contada: A mulher que arquitetou a independência do Brasil, de Paulo Rezzutti (2017) - https://amzn.to/3hwA2Bb

Titília e o Demonão – A história não contada: A vida amorosa na corte imperial: mensagens de d. Pedro I à marquesa de Santos, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/2YFRZ7N

D. Pedro - A História não Contada, de Paulo Rezzutti (2015) - https://amzn.to/3hAIsHG

Combo História Do Brasil - 4 Livros de Paulo Rezzutti + Ecobag - https://amzn.to/30QyZWO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W