Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Dirty Dancing

Os tensos bastidores de 'Dirty Dancing' para Jennifer Grey: 'Nos forçaram a ficar juntos'

A protagonista de 'Dirty Dancing', Jennifer Grey, deu detalhes sobre os bastidores do filme

Wallacy Ferrari Publicado em 14/06/2022, às 17h43

Jennifer Grey e Patrick Swayze em Dirty Dancing: Ritmo Quente - Divulgação / Vestron Pictures
Jennifer Grey e Patrick Swayze em Dirty Dancing: Ritmo Quente - Divulgação / Vestron Pictures

Em 1987, o filme ‘Dirty Dancing: Ritmo Quente’ se tornou uma das referências de dramas envolvendo romance e dança ao projetar mundialmente duas estrelas da indústria cinematográfica; no protagonismo, os atores Jennifer Grey e Patrick Swayze interpretaram o principal casal do enredo, Baby e Johnny.

Quem viu a dupla criando uma sintonia histórica em Hollywood ao assistir o filme mal sabe que, nos bastidores da produção, o clima entre os dois intérpretes estava longe do clima harmonioso demonstrado nas cenas de amor e coreografias, como revelou a própria atriz em entrevista à revista norte-americana People.

De acordo com ela, assim como o casal da trama, os conflitos de proximidade reverberaram durante as filmagens da obra, principalmente pela pressão que partiu dos produtores, que, de acordo com ela, forçou ambos a ficarem juntos de maneira nada orgânica, deixando de lado a naturalidade nas dinâmicas em cena.

Da mesma forma que a Baby e o Johnny não podiam ficar juntos, não eram naturais… Não eram uma combinação natural, certo? Nós também não éramos uma combinação natural. E o fato de precisarmos ser uma combinação natural criou uma tensão. Porque quando não é natural, você. As duas pessoas desistem, mas nos forçaram a ficar juntos”, esclareceu

Interferência em cena

Conforme noticiado pela Rolling Stone Brasil, a atriz ainda detalhou ao veículo estadunidense que nunca houve nenhum interesse mútuo dos atores em estreitar a intimidade.

Essa imposição criou uma espécie de sinergia, algo como uma fricção. Era a coisa mais estranha para mim, tipo, ‘o que há de errado comigo?.’ Tipo, eu não tinha nenhum interesse. E ele era casado e muito apaixonado pela esposa. O que quer que ele fizesse, eu estava ocupada demais com o Matthew [Broderick]. Tipo, não imagino nada mais diferente”, acrescentou

Em decorrência da tentativa, eles passaram a se afastar ainda mais, interagindo apenas em cena. Com tal consciência nos dias atuais, Grey deixou claro que Swayze não teve culpa do afastamento e que, se o ator ainda estivesse vivo, pediria desculpa pela distância.

“Sinto muito por não ter podido apreciar e valorizar quem você é, querendo que você fosse a pessoa que eu gostaria que você fosse”, concluiu a atriz. A reaproimação nunca aconteceu visto que, no ano de 2009, o ator faleceu em decorrência de um câncer, desenvolvido por um violento tumor que atingiu o pâncreas e se expandiu.